Close Menu

Busque por Palavra Chave

Oktober Blumenau

Na Essência | Ser fiel!

Por: Júnior Chisté
23/08/2019 09:47

A lealdade não pode ser imposta. A lealdade é um ato de liberdade no qual cada um escolhe a quem quer oferecer seu comprometimento, seu respeito e sua afinidade. No fim das contas, ninguém pode demonstrar respeito pelos demais se não respeitar a si mesmo.

As pessoas leais são, acima de tudo, personalidades honestas. Elas se guiam por um código que está sempre em sintonia com seus valores, mas também com o comprometimento respeitoso com o outro. Nas suas relações, não cabem traições, mentiras ou atitudes interesseiras.

Estamos, sem dúvida, diante de um conceito tão interessante quanto profundo que vai muito além da confiança.

Precisamos oferecer ao outro um sentimento de atenção, respeito e comprometimento contínuos, em relações nas quais sabemos que não seremos traídos. Nas quais não há interesses ocultos ou segundas intenções.

Há quem diga que hoje em dia a lealdade é quase um ideal, ou uma característica em risco de extinção. Muito além do que podemos pensar, esta dimensão continua estando presente no coração de muitas pessoas.

Por isso, devemos saber exatamente o que é ser leal, porque em muitas ocasiões, é possível cair em dinâmicas nas quais este princípio acaba sendo deturpado. Vejamos mais detalhes a seguir.

Devemos admitir: se há algo que é exigido de nós em muitos cenários, é a lealdade.

Ela é solicitada no ambiente profissional, no qual devemos ser fiéis a uma política de empresa, aos diretores, às normas. Nossa família também a pede, exigindo, com frequência, que sigamos com os mesmos valores, mantenhamos os costumes e a obediência a certos rituais…

  • Este é, sem dúvida, o lado mais obscuro da lealdade, no qual a pessoa tenta impôr à força determinados compromissos, criando comportamentos alienados e prejudicando a autoestima. Devemos ter em mente que as pessoas leais não agem por imposição. Elas não são leais ao parceiro, à família e aos amigos porque os outros impõem isso.
  • Elas agem em liberdade sendo consequentes com suas próprias normas internas. Há uma sintonia entre o que sentem e o que fazem.
  • Não há submissão nem alienação. A verdadeira lealdade é um exercício de coragem moral no qual o indivíduo escolher ser consequente com seus próprios princípios a todo momento.
  • Isso significa, por exemplo, que não irão praticar a lealdade com todo mundo, não se determinadas pessoas exigirem comportamentos que vão contra as suas crenças.

A lealdade também é sinceridade, e fazer uso de um comprometimento ativo com o nosso bem-estar.

Isso significa que, se em algum momento for necessário que alguém nos impeça de fazer algo, nos alerte a respeito de um problema ou nos ajude a abrir os olhos diante de uma realidade que não vemos, a pessoa leal vai fazer isso.

Afinal, ela é regida por valores firmes, não pelo servilismo ou pela passividade. Assim, quem deseja o melhor para nós nunca hesitará em ser o apoio capaz de dizer as verdades que machucam, capaz de nos mostrar nossos erros, mas também as nossas oportunidades de crescimento.


Brasão
Avenida Plínio Arlindo De Nês, 1105, Sala 202 - Centro
Xaxim - Santa Catarina
CEP: 89825-000
redacao@lenoticias.com.br
(49) 3353-5210
(49) 99997-9025