Close Menu

Busque por Palavra Chave

Oktober Blumenau

Politicagem extremista; Globo é homenageada; Intolerância não termina; Daniel Freitas vai presidir Fórum; Fengler destrava; Curitibanos e a Educação

Por: Marcos Schettini
05/09/2019 01:06 - Atualizado em 05/09/2019 11:23

Educação para libertar o homem

Curitibanos anoiteceu ontem em uma grande festa de investimentos por parte do prefeito Dudão que inaugurou um grandioso Centro de Educação Infantil homenageando Olympio Pellizzaro. A obra com R$ 3,5 milhões em investimentos sem recursos federal ou estadual, José Antonio, presidente da frente de prefeitos do MDB, entrega um espaço de grande formação pedagógica com capacidade para atender até 280 alunos em 12 salas de aula e biblioteca impressionante. Autodidata, o nome da instituição de ensino era voltado à cutelaria e couro, além de seu amor à música e nativo contador de histórias. Pelo trabalho ao longo da vida, o que adquiriu deixando como herança, foi doado para a construção do educandário. O prefeito, ligadíssimo ao presidente do partido e deputado federal Celso Maldaner, não teve, como ocorreu com outros municípios, nem mesmo a resposta do governador ao convite recebido. Como foi dito lá, a festa teve a mesma altura.


Incansável

Ex-deputado Narcizo Parisotto saiu-se vitorioso em 2018 ao eleger em seu lugar o deputado estadual Jair Miotto. Presidente estadual do PSC e da Igreja Do Evangelho Quadrangular, mantém o mesmo pique de trabalho de visitações em todo o Estado depois de seis mandatos consecutivos. Na Alesc, está se reunindo com lideranças, mapeando o grito das urnas do ano que vem.

Missão

Parisotto não somente gera debates em defesa da família, da mulher e das crianças, como também tem mantido canais em Brasília, defendendo alinhamentos com Jair Bolsonaro. O ex-parlamentar tem a mesma linha de raciocínio do presidente da República. Os evangélicos têm tido, no Governo Federal, abertura plena do conceito anti-esquerda. Narcizo é quadro do mesmo naipe.

Ela
Angela Amin foi à Tribuna da Câmara somar coro no reconhecimento da Rede Globo e aos 50 anos do Jornal Nacional. Fez um emocionante relato do que vivera, como 1ª dama que, ao lado do marido governador, levou as enchentes de 83 para o mundo.

Real
A esposa de Esperidião Amin foi também a mulher que colocou os pés no chão encharcado para, ao lado dele e de todos que se abraçaram, encontrar uma solução às lágrimas daquele povo que, muitas, elevou o nível daquelas águas. Quem viveu, sabe.

Perseguição
Ao combater a Rede Globo, os bolsonaristas são fiéis à loucura que carregam. A emissora, igualmente odiada pelos lulistas que acusam sua prisão e o impeachment, está entre extremistas. E continua sendo o canal líder em audiência em qualquer momento.

Plugue
O que os bolsonaristas e lulistas desejam é que, unidos, a emissora seja tirada do ar e a instalação da censura e perseguição aos jornalistas e apresentadores. Quando ela não agrada a nenhum lado, é porque, provavelmente, esteja fazendo jornalismo.

Tolice
Quando determinada célula ideológica, em qualquer tempo, é contra uma emissora o tempo todo, é porque não está comungando com o prato feito. A Globo foi boa para a extrema-direita quando, dando voz à Lava-Jato e ao impeachment, era a melhor.

Intolerância
Quando Jair Bolsonaro, Geraldo Alckmin, Fernando Haddad, Ciro Gomes foram à bancada do Jornal Nacional, a maior vitrine dentro do clamor eleitoral, expressar suas ideias, todos seus fãs grudaram na tela para vibrar. Aí, neste momento, a Globo foi ótima.

Socorro

Quando Dilma Rousseff foi derrubada, Lula da Silva foi levado para Curitiba preso, a Globo foi aliada e era elogiada pelas lideranças do Vem Pra Rua e MBL. Todos aliados do atual governo. Agora que a emissora critica em seu jornalismo, torna-se de extrema-esquerda.

Brasil
Quando Rodrigo Maia chama deputados para fazer homenagem ao telejornal mais forte do país, com jornalistas espalhados mundo afora, qualidade altamente profissional, o presidente da Câmara, maestro das Reformas, é chamado de palavras impublicáveis.

Nada
Se as pesquisas, seja de qualquer órgão, apresentam recuo do eleitor em determinados comportamentos do governo, ela não pode ser levada a sério porque os fãs afirmam que ela foi comprada etc, etc. Quem vai dizer será outubro de 2020.

Alvo
O governo federal aposta nas redes sociais para fortalecer os interesses do presidente da República e estão corretos. Todos, bem antes dele, fizeram o mesmo. Não dá para esperar nada destes grupos de extrema direita e esquerda. Eles, sempre, arrumam culpados.


Carlos Moisés foi a Brasília e se reuniu com os deputados federais e senadores que recepcionaram o Chefe catarinense para dar firmeza aos pleitos de SC e emendas direcionadas em várias áreas, inclusive tecnologia. Carlos Chiodini demonstrou-se total.

Ele
Daniel Freitas, o próximo deputado federal a presidir o Fórum Parlamentar Catarinense, apresentou o Caderno de Emendas que faz leitura mapeada das principais necessidades de cada região, com acesso pleno de toda a bancada, diminuindo a burocracia

Excelente

Marlene Fengler, presidente da Escola do Legislativo, abriu novos cursos do EaD, Ensino a Distância, com ligação no TJSC no que diz respeito ao feminicídio. Tema atual, o Estado já conta com 38 vítimas fatais e vale para todas as pessoas.

Certificação
A deputada estadual do PSD não somente entra em um grande debate, mas concede a diplomação em 22 outros cursos em andamento. Três deles, Relações Interpessoais, Língua Portuguesa e Direitos Humanos Internacional, merecem atenção especial. Marlene quebrando paradigmas.

Números
A Escola do Legislativo tem 33.500 usuários e 55.350 inscritos em cursos com participantes de vários Estados. Neste mês, Gestão em Contratos e Projetos, Editais, Termo de Referência, Inovação, Administração do Tempo, Análises, Licitação e Políticas Públicas. Gratuito para todos.

Fortaleza
Completando 100 anos ontem, Rosa Marina Dallalba Caramori, fez uma grande festa. Mulher de fibra e grandeza feminina, corajosa e destemida, saiu de Getúlio Vargas (RS), para plantar futuro em Caçador ao lado do marido Antônio Caramori.

Feminilidade

A mãe de José Claudio Caramori, ex-prefeito de Chapecó, e Reno Caramori, ex-deputado estadual, ri muito, alegra-se com as belezas da vida, toma um Campari e, viúva em 1979, adotou Chapecó para viver. Em sua história, traçado de limpeza moral e exposição de mulher discreta e valente.



Brasão
Avenida Plínio Arlindo De Nês, 1105, Sala 202 - Centro
Xaxim - Santa Catarina
CEP: 89825-000
redacao@lenoticias.com.br
(49) 3353-5210
(49) 99997-9025