Close Menu

Busque por Palavra Chave

A fraude do suplente; A pesquisa sem fundamento; Experiência é tudo em 2020; Moisés ataca decano; São José e seu futuro

Por: Marcos Schettini
08/10/2020 14:50 - Atualizado em 08/10/2020 15:28
Tamanho da fonte: A A
Piracanjuba - Desktop

São José mergulha na disputa

Sucessão na quarta maior cidade de SC ganha força. A prefeita Adeliana Dal Pont tem atitudes e o que mostrar nestes dois mandatos, mesmo que isso não tenha o reconhecimento da oposição. Mas ela é forte no cidadão que, sabe-se, é quem decide uma eleição. Nomes como Roberto Salum, Orvino Ávila, Fernando Anselmo ou Luizinho, jogam forte. O dono da rádio errou ao atacar pastores e não conhecer a cidade que quer governar. Equivocado em não saber o mapa da cidade e atacar gratuitamente pastores, mostrou-se um brincalhão. O candidato do PSD, com números de mandatos e de presidente da Câmara, tem seriedade no trato com as pessoas. Salum é um quadro que veste-se no princípio de combatente da corrupção e Fernando, um jovem com gás, busca o espaço que o eleitor não entendeu em 2016. Sem TV, mesmo ao lado de Florianópolis, ganhou a própria altura. São José deixou de ser um lugar para dormir devido à falta de hotel na capital. É um grande município que não precisa de aventureiro. No Estado já se tem um destes.


EXPLICADO

Suplente de ninguém, Thiago Frigo, aquele advogado que pediu o afastamento do presidente da Alesc, deve ter feito Direito na Bolívia. O texto, com rasuras de argumento, deveria ser utilizado para cassar sua OAB.


SOCORRO

Cunhado do presidente da Celesc, Frigo não recebeu nenhum comentário dos deputados da Casa e, pior, da bancada do PSL. Nem mesmo Cel. Mocellin, que afina com Carlos Moisés, abriu a boca. O patético advogado precisa voltar para a escola.


POBREZA

Se Thiago Frigo fosse, de fato um advogado com respeito a si e à categoria que pertence, não faria aquela tolice típica de quem está no círculo pessoal do governador que, como ele, tem atitudes semelhantes no governo. Ali, tudo mesmo, se assemelha.


OAB

Diante da atitude patética de Thiago Frigo, fica claro que o exame da Ordem, pelo descalabro, deveria ser mais exigente. Se um tolo como este, com os argumentos pobres e em afronta constitucional, que apresentou, passa na prova, sinal ruim.


PESQUISAS

Não é de hoje que elas são questionáveis pelo cidadão. E quando aparece um instituto que dá cavalo-de-pau na aferição, piora sua capacidade de convencimento. Aquela de Chapecó enganou todo mundo. Nem mesmo o MDB deve ter levado a sério.


EXCELENTE

Que Cleiton Fossá é um cidadão de bem e com um partido aguerrido, isso é verdade. Mas melhor em votos que Cláudio Vignatti e toda a tropa de choque do PT e da coligação, é subestimar a capacidade de raciocínio de quem pensa.


ESQUEÇA

O desconhecido alienígena Leonardo Granzotto, morador de Marte nos últimos 20 anos, tem mais voto que Marcio Sander que foi presidente da Câmara quatro vezes e secretário de Desenvolvimento Econômico duas vezes.


PERIGO

Esta pesquisa, provavelmente, foi feita dentro da casa de Leonardo Granzotto. Talvez ele seja conhecido em Marte, mas não em Chapecó. Coerência e respeito com o eleitor. Estas afrontas são mais perigosas para ele que para a eleição.


PATÉTICO

O Instituto Mapa foi rechaçado em Florianópolis e Joinville. Agora ganha antipatia também em Chapecó. Parece que o entrevistador teria tomado algo que afetou seu raciocínio. Até os jornais evitaram publicar.


Desrespeito

Nem mesmo os partidos devem ter levado a sério uma pesquisa que coloca o lambari engolindo o tubarão. Números que merecem desprezo total e apatia à consultora. Aferição feita no interesse patético de enganar o eleitor que não é tão bobo como imaginam.


RAPIDEZ

A eleição é curta e o eleitor não vai ser, provavelmente, o mesmo tolo que em 2018, quando chutou o parque central do bom senso. Se aquela época passou, apostando em tolos como Carlos Moisés, nas municipais será melhor.


EXPERIÊNCIA

Se renovação é algo importante, a experiência caminha na mesma linha. O que se vê em SC, uma administração patética e inodora, a mesma situação em um município tem efeito devastador que pode tirar vidas humanas.


INCOMPETÊNCIA

Um prefeito equivocado e cego em direcionamento, surdo de clamores, inconsequente em atitudes, pode não apenas matar pessoas, mas destruir tudo. Um prefeito idiota, é uma cidade no inferno.


PERSUASÃO

A estratégia do governador, agora, foi empregar a esposa do decano Pedro Manoel Abreu como funcionária da Secretaria da Fazenda, ao lado de Paulo Eli, para buscar intimidar o desembargador na votação do aumento salarial dos membros da PGE.


SERIEDADE

Se o governador joga sujo com suas artimanhas para fugir do tropeço, não quer dizer que a sabedoria expressa na pessoa do decano seja atingida. Pedro Manoel Abreu é um exemplo de integridade. Nada, seja qual for o poder para atingir sua honra, tira sua retidão.





Sicoob 2018 - Home
Vederti Chapecó
Publicações Legais
Rech

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro