Close Menu

Busque por Palavra Chave

TÔ VIVO

Celer recebe peça teatral que retrata distúrbios mentais

Espetáculo trará a reflexão sobre a realidade de doentes incompreendidos
Por: Felipe Giachini
16/05/2017 09:18 - Atualizado em 16/05/2017 09:18
Personagens são baseados em pacientes que Vida acompanhou enquanto enfermeira psiquiátrica (Foto: Arquivo de Maria Ide Vida) Personagens são baseados em pacientes que Vida acompanhou enquanto enfermeira psiquiátrica (Foto: Arquivo de Maria Ide Vida)

Pouco se sabe sobre como lidar com pessoas com problemas mentais, seja esquizofrenia, distúrbio bipolar, hipocondria, entre outros. O preconceito que muitas dessas pessoas sofrem de familiares, amigos e sociedade em geral faz com que elas mesmas não compreendam os porquês de tais complicações e custem a se aceitarem como são. Para proporcionar à população a reflexão a respeito desses casos e, principalmente, fazer com que a comunidade saiba respeitar e conviver com as diferenças, a Celer Faculdades será palco do espetáculo “Tô Vivo” a partir das 20h desta quinta-feira (18). A obra é de autoria da atriz Maria Ide Vida, que percorre diversas regiões do País com o compromisso de promover a inclusão, a aceitação e a compreensão.

Vida, como é conhecida, sempre acreditou que a arte pode transformar. É atriz há muitos anos e, para compreender melhor a saúde mental das pessoas, fez cursos de especialização voltados à área psiquiátrica e trabalhou por oito anos em um Centro de Atenção Psicossocial (Caps), no Ceará.

Entretanto, o lado atriz falou mais alto e, com a ideia de entender o porquê da discriminação com quem tem transtornos mentais e repassar à comunidade, de forma a conscientizar, ela acompanhou pacientes por dois anos para estudar o comportamento deles. Aí surgiu o espetáculo “Tô Vivo”, em que três personagens sofrem com a não aceitação, esta que também vem deles mesmos. “Doença mental ninguém pede para ter e também quem tem algum transtorno tem vergonha de falar. Existe um preconceito geral, inclusive da família, que não compreende o doente. Quis fazer algo que pudesse impactar e acredito que quem está na arte tem a obrigação de usar dela como objetivo de mudança”, destacou.

Baseado em fatos reais, o texto foi apresentado pela primeira vez na Jornada de Saúde Mental, que reúne profissionais de todo o País, há seis anos. A partir daí, Vida recebeu convites para exibir o espetáculo em diversas cidades Brasil afora, em estados como Ceará, Rio de Janeiro, São Paulo, Goiás, Minas Gerais, Paraná, entre outros. “Tenho muito prazer em fazê-lo porque não é comum, como a maioria dos que vemos. É um espetáculo que mexe com a mente das pessoas, pois quem assiste tem um amigo ou familiar que tem algum tipo de transtorno. O nome “Tô Vivo” é justamente para mostrar para a sociedade que, mesmo tendo uma esquizofrenia ou um transtorno bipolar, por exemplo, as pessoas continuam tendo direitos como qualquer outra, seja em casa, no trabalho ou na vida social”.

Os ingressos podem ser adquiridos pelo telefone (44) 9717-5875; com produtores que estão passando no comércio; ou na Redação do LÊ NOTÍCIAS, em frente à Prefeitura de Xaxim, no valor de R$ 50 para visitantes e R$ 25 para estudantes, idosos ou doadores de sangue.


Outras Notícias
Anúncio Radial 2
Campanha Infraestrutura - Mobile
Campanha Agricultura - Mobile
Campanha Segurança Pública - Mobile
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro