Close Menu

Busque por Palavra Chave

Investimentos Criciúma

João Rodrigues anuncia retorno às aulas presenciais em fevereiro em Chapecó

Por: LÊ NOTÍCIAS
12/01/2021 15:13
Prefeitura de Chapecó Administração reuniu rede privada de ensino e órgãos da saúde para definir retorno às aulas Administração reuniu rede privada de ensino e órgãos da saúde para definir retorno às aulas

As aulas em Chapecó irão voltar a partir de primeiro de fevereiro, no setor privado, e a partir do dia 18 de fevereiro, na rede pública. O retorno foi discutido na manhã desta terça-feira, em reunião da administração municipal de Chapecó com representantes do setor privado de educação e vigilância epidemiológica.

“As matrículas podem ocorrer dentro da normalidade pois nós vamos ter o ano letivo de forma presencial. As escolas podem matricular 100%, respeitando o distanciamento. Em algum momento poderá ser necessária uma redução, de 50%, dependendo da situação. Mas nós acreditamos que os números vão melhorar com a chegada da vacina”, disse o prefeito João Rodrigues.

A atual administração tem como orientação fazer o possível, dentro da legalidade, para que as aulas retornem presencialmente.

Durante a reunião vários proprietários de estabelecimentos de ensino relataram dificuldades em manter as estruturas e também os professores com a constante mudança de regras. Também relataram a dúvida dos pais que trabalham e não sabem se a escola ficará aberta ou não. Professores da educação infantil disseram que as aulas virtuais podem até funcionar para crianças maiores, mas perdem muito em qualidade para os menores.

A secretária de Educação de Chapecó, Astrit Tozzo, disse que inicialmente a rede pública municipal iniciará de forma híbrida, sendo uma semana com aula presencial e outra semana com aula virtual, até que seja possível retomar a normalidade.

“Nós temos que respeitar a bandeira que é determinada pelo Estado. Atualmente a bandeira vermelha permite 50% da lotação das salas. Mas até o início das aulas isso pode mudar para 100%. Nós estamos trabalhando para garantir o retorno de forma segura, cumprindo as regras, tanto para os alunos, pais e professores. O retorno não é obrigatório. Mas quem não for terá que cumprir conteúdo pois as crianças não podem perder o ano letivo”, disse a secretária.

Na tarde desta terça-feira a equipe da Secretaria de Educação fará uma reunião em conjunto com a equipe da Secretaria da Saúde para definir a compra dos equipamentos de proteção individual dos professores, como máscaras, e outros materiais necessários para o retorno das aulas.

Somente na rede municipal de ensino são 23 mil alunos.


Outras Notícias
Alesc - Julho
Investimentos Criciúma
Fiesc Setembro
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro