Close Menu

Busque por Palavra Chave

Transparência Criciúma

A Tâmara

Por: LÊ NOTÍCIAS
23/05/2017 09:25 - Atualizado em 23/05/2017 09:25

Existe um ditado árabe afirmando que “quem planta tâmaras, não colhe tâmaras”. Isso porque, antigamente, as tamareiras levavam de 80 a 100 anos para produzir os primeiros frutos. Claro que com as técnicas de produção modernas, esse tempo foi reduzido, mas sua sabedoria permanece.

Conta-se que, certa vez, um senhor de idade avançada plantava tâmaras no deserto quando um jovem o abordou para saber por que ele perdia tempo plantando o que não iria colher. O homem virou a cabeça e, calmamente, respondeu que, se todos pensassem assim, ninguém colheria tâmaras em tempo nenhum. Quer dizer, não importa quem vá colher, o que importa é o que se deixa para as gerações futuras.

Cultive, construa e plante ações que não sejam apenas para o próprio benefício, mas que possam servir para todos no futuro. A profundidade do assunto alimentam pensamentos que refletem ações coletivas, em favor do outro, mês que ele e sua geração, usufruam dos benefícios de quem assim procedeu no passado. A tese de que se colhe o que se planta, cai por terra quando a tâmara, colhida por outros que não aquele que plantou e cuidou, mostra que é possível e muito, fazer algo pela humanidade sem ver os resultados para o benefício de quem a produziu.

Não ter a honra de viver os frutos, resultados do trabalho, é triste. O empenho, dedicação, o esforço, tempo e recursos aplicados, em tese, seriam em vão para quem é o autor. Para quem se beneficia dos resultados, seria visto como oportunismo. Mas não é assim que as coisas devem ser vistas.

Pode-se escolher o que plantar, mas o resultado será colher o que se plantou. Reflete-se o comportamento humano como consequências do que se faz de bom ou ruim para os seres. A humanidade tivesse sido preparada para atender primeiro o que serve e beneficia os outros, receberia muito mais retornos.

O ressuscitado lembrou que o maior de todos os mandamentos é amar uns aos outros como Ele amou. Dedicar-se às causas, sempre, em favor de outros. Que se alimentam de ações que outros fizeram e que, assim em diante, todos sigam a mesma direção. Fazer por outro para que ele, recebido, igualmente faça. Plantar tâmaras não é uma tarefa fácil. Seus exemplos ainda mais difíceis de ser entendido.


Transparência Criciúma 2
Anúncio Radial 2
Palhoça Parques
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro