Close Menu

Busque por Palavra Chave

Pixel Impression Tracking HTML: img src="https://00px.net/pixel/eyJjciI6MTU5MzcxLCJjYSI6NTk0NiwicGwiOjExNjcxN30=/e.gif?t=INSERIR CACHEBUSTER" style="height: 0; width: 0; position: absolute; border: none;" /

Cifra Econômica | Mercado de trabalho, expansão da economia e reformas

Por: Daniel Ribeiro
24/05/2017 09:44 - Atualizado em 31/07/2020 11:43
Melhora no mercado de trabalho

O país criou quase 60 mil empregos formais em abril, mas isso ainda não garante a recuperação total do mercado de trabalho. No entanto, felizmente, começam a surgir dados positivos. A melhora deve ser sentida apenas no segundo semestre, ainda assim de maneira lenta, essa a é posição informada pela jornalista Miriam Leitão.

No ano, dois meses registraram saldo positivo na criação de vagas com carteira assinada. No saldo total, foram fechados 933 postos, o que significa estabilidade, embora o dado ainda seja negativo. Em 12 meses, o país perdeu 969 mil empregos formais. A piora do emprego, portanto, perdeu velocidade mais recentemente.

Expansão da economia

O Indicador Serasa Experian de Atividade Econômica registrou crescimento de 0,9% no primeiro trimestre do ano. O índice, divulgado na terça-feira (16), indica a retomada da economia do país, que não registrava resultado de crescimento desde 2015.

“A atividade econômica terminou o primeiro trimestre com expansão de 0,9%, caracterizando, portanto, o fim da recessão econômica que se estendeu por dois anos, isto é, desde o início de 2015”, destacou a Serasa Experian em nota.

Dívida dos municípios com INSS

A edição de um Refis para que os municípios possam parcelar suas dívidas previdenciárias (aproveitando-se de um desconto em multas e juros) vai reduzir o débito dessas prefeituras em cerca de R$ 30 bilhões. O cálculo é do presidente da CNM (Confederação Nacional dos Municípios), Paulo Ziulkoski. Hoje, cerca de 4.000 municípios devem R$ 75 bilhões ao INSS. Agora, com os abatimentos, a previsão é de que essa dívida caia a R$ 45 bilhões.

Reforma trabalhista, previdência e tributária

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, prometeu na quarta-feira (17) o empenho do governo federal em uma Reforma Tributária que aumente a arrecadação das prefeituras.

Ele lembrou que 25% do Impostos sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) - arrecadado pelos governos estaduais - devem ser repassados aos municípios, mas disse que os incentivos fiscais dados pelos Estados às empresas, na chamada "Guerra Fiscal", acabam prejudicando os caixas das prefeituras.


Sebrae
Semasa Itajaí
Criciúma 2024
Alesc - Maio
Câmara Floripa
Unochapecó
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro