Close Menu

Busque por Palavra Chave

Transparência Criciúma

Editorial | A vacinação chega, mas a responsabilidade continua

Por: Editorial
27/01/2021 13:45
Divulgação

Estas tolices sobre remédios como cloroquina e hidroxicloroquina, são eficientes só na cabeça destes patéticos bolsonaristas que acreditam que pode curar o coronavírus no começo da doença. Não cura nada e a ciência já provou. Mas estes loucos continuam batendo palmas para esta tolice defendida por outro que, como provam as pesquisas, despenca na direita que o elegeu e pede sua cabeça.

Os dias estão ficando cada vez mais difíceis e o vírus não dá trégua. Olha a desgraça em Manaus e agora São Paulo que mandou fechar os restaurantes no melhor momento da noite. Por quê? O mundo luta contra a doença e os loucos que negam. Como exemplo: o número de infectados e de mortos sobem todos os dias e vai piorando mesmo com o lumiar da vacinação. Diante desse quadro sombrio, dentro e fora do governo, defendem o uso de medicamentos que não servem para absolutamente nada. Até o Ministério da Saúde, com um palerma de ministro, teve que tirar do ar aquela enganação chamada TrateCov. O médico consultava esta aberração e orientava o doente a iniciar o chamado tratamento precoce, levando-o ao erro. Uma enganação sobre outras tantas que o inquilino do Palácio da Alvorada defende. Chegou a dar este remédio para as emas. Entre tantas outras loucuras que incentivou afundando o Brasil na desgraça plena como a incompetência e, comprovado, genocídio em Manaus.

O chute que Donald Trump levou ao ser defenestrado da Casa Branca, deixou o Brasil perdido no mundo.

Os acontecimentos com o início da vacinação no Brasil, devido à completa ausência do governo, começam a provocar efeitos colaterais bastante significativos. A população passou a reagir num ambiente dramático que atualmente atinge o Brasil e vários países do mundo. A situação se agrava cada vez mais e, conscientes, tentam fazer o melhor, ignorando essas pílulas milagrosas, ouro de tolo, como as que foram enviadas aos milhares para Manaus.

Bando de cabeças de vento, a conscientização sobre uma questão de tal gravidade, ainda não chegou no grupo bolsonarista que usa as redes só para combater a ciência, promovendo aglomerações sem uso de máscaras, ignorando o perigo, negando como seu igual em Brasília. E, até agora, não providenciou a realização de uma campanha para esclarecer as pessoas sobre o coronavírus e os cuidados. O negacionismo é uma doença que não tem cura. Só eleitoral.

O governo ficará proibido, depois da intervenção do STF, de induzir pessoas doentes a utilizar um medicamento sem qualquer comprovação da científica. Isso já é uma prova que o atual governo começa a ruir.

Transparência Criciúma 2
Anúncio Radial 2
Palhoça Parques
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro