Close Menu

Busque por Palavra Chave

Governador Moisés apresenta mensagem ao Legislativo com discurso de 12 minutos na Alesc

Por: LÊ NOTÍCIAS
02/02/2021 17:14
Bruno Collaço/Agência AL Governador Carlos Moisés, durante a leitura da mensagem anual à Assembleia, nesta terça (2) Governador Carlos Moisés, durante a leitura da mensagem anual à Assembleia, nesta terça (2)

O governador Carlos Moisés da Silva (PSL) classificou 2020 como um "ano de construção de oportunidades", apesar das dificuldades impostas pela pandemia do coronavírus e por fenômenos climáticos, como o ciclone bomba e a estiagem. A afirmação foi feita durante a leitura de mensagem anual à Assembleia Legislativa de Santa Catarina, em sessão especial realizada na tarde desta terça-feira (2).

Além da entrega da mensagem aos deputados, a sessão marcou a abertura dos trabalhos legislativos de 2021 no Parlamento catarinense. Em 12 minutos de pronunciamento, o governador fez um resumo das atividades desenvolvidas pelo Executivo no ano passado e apontou o que se espera do Estado para 2021.

Moisés afirmou que, mesmo com as dificuldades de 2020, Santa Catarina conseguiu construir "um novo modelo de saúde pública, regionalizado, descentralizado, com foco nas parcerias com os hospitais filantrópicos e com as secretarias municipais de saúde". Ele se referiu principalmente aos leitos abertos em todo o estado para o enfrentamento da pandemia.

"Embora em algum momento, sabemos, a pandemia passará, esse novo sistema de saúde - ampliado, fortalecido e regionalizado, persistirá. É legado de todos que vivem aqui", afirmou.

O chefe do Executivo também afirmou que foram construídas oportunidades na educação, com a viabilização de plataforma para o ensino remoto, que envolveu mais de 420 mil estudantes e 40 mil profissionais da educação.

No discurso, o governador ressaltou o crescimento do agronegócio catarinense, mesmo com a forte estiagem que atingiu o Oeste catarinense. Ele listou as ações do governo para o enfrentamento dessas dificuldades e destacou a participação da Assembleia, que doou recursos próprios para o Executivo socorrer os produtores rurais.

Moisés também apontou obras de infraestrutura, como a duplicação de rodovias, construção de pontes e o início das obras da macroadutora do rio Chapecozinho, entre outras, e tratou do pagamento das emendas parlamentares impositivas, no valor total de R$ 600 milhões. "Honrei com os senhores o pagamento das emendas - todas elas, sem distinção alguma, porque visam o desenvolvimento de nosso Estado", afirmou.

Ao final do discurso, o governador destacou que as contas do Estado fecharam no azul em 2020, com crescimento da economia catarinense acima da média nacional e geração de 53 mil empregos formais. E concluiu, garantindo investimento de R$ 10 bilhões nos próximos dois anos em ações para a retomada do crescimento estadual.

"Está é, pois, a maior e mais importante oportunidade que construímos e conquistamos em 2020: a oportunidade de nos reaproximar, de reconstruir pontes, de conciliar ideias divergentes. Construímos a oportunidade de seguir, daqui em diante, juntos", finalizou.

Presenças
Além dos deputados estaduais, a sessão especial foi acompanhada pela vice-governadora Daniela Reinehr (sem partido); pelo presidente do Tribunal de Justiça (TJSC), desembargador Ricardo Roesler; pelo procurador-geral de Justiça, Fernando Comin; pelo presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE-SC), conselheiro Adircélio de Moraes Junior; além de secretários estaduais.

Após o pronunciamento do governador, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Mauro de Nadal (MDB), afirmou que 2020 foi um ano de grandes desafios, com a pandemia, a estiagem e o ciclone bomba, e destacou que, apesar dessas dificuldades, "o agricultor catarinense tem conseguido unir forças para produzir alimentos para Santa Catarina e o mundo todo."

Nadal ressaltou a importância da regionalização do sistema de saúde, citado por Moisés no pronunciamento, e defendeu a manutenção desse modelo de interiorização. "Ele [o modelo] tem que ser intensificado, porque o resultado é positivo na vida dos catarinenses."

O parlamentar também tratou do pagamento das emendas parlamentares impositivas. Para ele, os deputados, pela proximidade que têm com suas bases, conseguem identificar as necessidades dos municípios no orçamento público. "Quem aplaude é o cidadão que vive no interior, no pequeno município. Esse gesto dos deputados nada mais é que uma sintonia fina com aquilo que é esperança do cidadão de Santa Catarina."

Durante o pronunciamento do governador, o deputado Ivan Naatz (PL) ergueu uma folha do papel, com os dizeres "Governador Moisés! Cadê os R$ 33 milhões roubados dos catarinenses?".


Outras Notícias
Alesc - Julho
Fiesc Setembro
Zagonel
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro