Close Menu

Busque por Palavra Chave

Permanece a condição de chuva em SC e Defesa Civil alerta para o risco de deslizamentos e alagamentos

Por: LÊ NOTÍCIAS
06/06/2017 09:55 - Atualizado em 06/06/2017 09:56
Em Brusque, o nível do Rio Itajaí-Mirím atingiu 6,40m às 7h30 de ontem (05). (Foto: Defesa Civil/Divulgação) Em Brusque, o nível do Rio Itajaí-Mirím atingiu 6,40m às 7h30 de ontem (05). (Foto: Defesa Civil/Divulgação)

A chuva continua em Santa Catarina e 85 municípios já registram ocorrências como inundação, alagamentos, enchentes, granizo, vendaval, queda de árvore e deslizamentos de terra. A chuva voltou a cair neste domingo, 4, após uma pequena pausa de dois dias. As chuvas registradas nas últimas 24 horas superaram a previsão mensal de precipitação para o mês de junho, especialmente no Planalto Sul, onde a média mensal de precipitação fica entre 90mm e 130mm, conforme dados da Defesa Civil. Os maiores volumes de chuva foram registradas em Lages (172mm), Bocaína do Sul (166mm), São José do Cerrito (161mm), Otacílio Costa (153mm), Rio Rufino (119mm) e Alfredo Wagner (112mm).

A Defesa Civil alerta para o risco de deslizamentos de terra em todas as regiões do Estado, especialmente no Oeste, Meio-Oeste, Vale do Itajaí, Litoral Sul e Grande Florianópolis. Deve ser observado qualquer movimento de terra ou rochas próximas a residências, inclinação de postes e árvores e rachaduras em muros ou paredes. Neste caso, é recomendável que a família saia de casa e acione a Defesa Civil municipal pelo 199 ou o Corpo de Bombeiros 193. A Defesa Civil chama a atenção ainda pra o risco de inundações nos médios e grandes rios nos municípios do Vale do Itajaí, especialmente no Alto Vale, Rio Canoas, Rio Cará, Rio Uruguai, e todas as bacias do Litoral Sul. Também há possibilidade de inundações nas bacias do Rio do Peixe, Rio Negro, Rio Tijucas e Rio Queimados.

No Estado, já são 1.021 desalojados (em casa de parentes e amigos); 1.178 desabrigados (estão em abrigos públicos); 9.988 afetados (todos atingidos de alguma forma pelo evento) e 2.568 residências afetadas. Na noite deste domingo, houve registros de enxurrada em Agrolândia, Petrolândia, Imbuia, São José do Cerrito e Bom Retiro. Em Bom Retiro, a água afetou 24 casas, sendo que uma família foi para residência de parentes. Em São José do Cerrito, a Defesa Civil municipal informou que a água atingiu 40 residências. Em pouco tempo, a água baixou e ninguém precisou sair de casa.

Em Lages, mais um abrigo foi ativado. Agora são cinco abrigos com 133 pessoas. Nesta segunda-feira, 6, uma geóloga da Udesc vai vistoriar as áreas de risco das famílias que saíram de casa no domingo. A Defesa Civil Estadual enviou para Lages 288 cestas básicas, 288 kits de limpeza, 748 kits de higiene pessoal, 83 colchões de solteiro e 83 acomodações de solteiro. Para Rio do Sul, foram encaminhados 147 cestas básicas; 526 kits higiene pessoal; 144 galões de água de 5 litros; 147 kits de limpeza; 50 colchões de solteiro e 50 kits acomodações para colchões.

A meteorologista da Epagri/Ciram Gilsânia Cruz informou que a chuva segue até quinta-feira, 8. Os valores variam entre 150mm e 230mm de chuva, dependendo da região. “As pessoas devem acompanhar a previsão do tempo diariamente porque previsão podem mudar”, disse.


Outras Notícias
Covidômetro - Florianópolis
IPTU São José - 2021
Governo do Estado - Juntos somos mais fortes
Prefeitura de Palhoça - IPTU
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro