Close Menu

Busque por Palavra Chave

08/03/2021: 100 anos do nascimento de Plínio Arlindo De Nes

Extra Comunica Plínio Arlindo De Nes foi um dos pioneiros da agroindústria do Oeste de SC Plínio Arlindo De Nes foi um dos pioneiros da agroindústria do Oeste de SC

Os 100 anos do nascimento de um dos pioneiros da agroindústria no Oeste de Santa Catarina serão completados na segunda-feira, dia 08 de março. Plínio Arlindo De Nes, como empresário e homem público, foi também uma das principais lideranças de Chapecó e região. Nascido na cidade gaúcha de Encantado em 8 de março de 1921, ele faleceu no dia 7 de fevereiro de 1995, devido a complicações cardíacas.

Quando chegou no Oeste Catarinense aos 21 anos, em 1942, estabeleceu-se no ramo madei­reiro e em 1952 participou do processo de fundação do Frigorífico Chapecó, embrião das Organizações Chapecó. Nesse grupo empresarial, que chegou a ser uma das principais agroindústrias do Brasil nos ramos de aves e suínos, foi diretor-presidente e presidente do Conselho Superior de Administração.

Como político, líder empresarial e comunitário, Plínio Arlindo teve em sua trajetória inúmeras participações, como na criação do ensino superior em Chapecó, e foi um dos artífices do surgimento, manutenção e crescimento da Associação Chapecoense de Futebol. Como homem público foi um dos responsáveis pela implantação da telefonia, da eletrificação rural e da rede de estradas no Oeste de Santa Catarina.

NO PODER PÚBLICO E NA COMUNIDADE

No poder público, Plínio Arlindo foi vereador em Chapecó (1946/55), prefeito do município (1956/60), deputado estadual (1962/66) e secretário de Estado da Secretaria dos Negócios do Oeste (1969/75). Atuou, ainda, como diretor-presidente do Banco de Desenvolvimento do Estado de Santa Catarina (Badesc) e membro do Conselho Consultivo da Companhia de Desenvolvimento de Santa Catarina (Codesc), de 1976 a 79.

Na atuação comunitária, presidiu a Fundação Hospitalar e Assistencial Santo Antônio, de 1960 a 62, e foi fun­dador e presidente da Sociedade Ginásio de Chapecó. Coordenou a comissão de criação da Fundação Universitária do Desenvolvimento do Oeste (Fundeste), hoje mantedora da Unochapecó, e foi seu primeiro presidente, em 1970, e presidiu o Conselho Delibera­tivo da instituição, de 1972 a 82. Foi presi­dente de honra da Associação Chapecoense de Futebol e do Clube Recreativo Chapecoense e um dos principais incentivadores do automobilismo, do kartismo e do vo­leibol em Chapecó. No setor agroindustrial, foi presidente do Sindicato das Indústrias de Carnes e Derivados de Santa Catarina, no período 1981/82, e participou de outras entidades do segmento.

INÚMERAS HOMENAGENS

O nome de Plínio Arlindo De Nes, como reconhecimento de di­versas comunidades do Oeste Catarinense, hoje identifica escolas, ginásios de esportes, auditórios, ruas, praças e estradas. Sua atuação o levou a receber inúmeras homenagens, entre as quais: Medalha do Mérito Anita Garibaldi, do Estado de Santa Catarina; Comenda do Congresso Na­cional; Homenagem da Avicultura Catarinense, pela Associação Catarinense de Avi­cultura; Troféu do Mérito Avícola Nacional, concedido pela União Brasileira de Avicultura, em 1989; título de “Cidadão Catarinense”, conferido pela Assembleia Legislativa, em 1991; e Comenda da Ordem do Mérito In­dustrial Brasileiro, concedida pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), em 1993.

Plínio Arlindo também recebeu, entre outras, as seguintes distinções: Homenagem Especial da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc); títulos honoríficos de “Cidadão Honorário” dos municípios catarinenses de São Carlos, Maravilha, Abelardo Luz, Palma Sola, Palmitos, Xaxim e São Lourenço do Oeste; e Troféu “Os Pioneiros”, conferido pela revista Expressão, Besc e Federação das In­dústrias de Santa Catarina (Fiesc), em 1992.


Outras Notícias
Covidômetro - Florianópolis - Maio
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro