Close Menu

Busque por Palavra Chave

Investimentos Criciúma
Peste Suína Setembro
Beira-Mar Casan

Pazuello desapareça; Zé Gotinha metralhagulha; Centrão é negócio; A culpa é do governador?

Por: Marcos Schettini
15/03/2021 11:02 - Atualizado em 15/03/2021 11:09
Julio Cavalheiro/Secom

Oposição, pressão, marcação

Não tem quem consiga tomar qualquer decisão contra o coronavírus se não for pela afinação com o Governo Federal. Se ele não compra vacina, chutando a Pfizer para o quinto dos infernos com 70 milhões de vacinas, é indiferente com a Fiocruz e o Butantan, diz que é para comprar vacina da mãe, nega a contaminação, é contra máscara e aglomerações, os governadores não têm onde bater para encontrar saída. Atacar Carlos Moisés, é um erro. Os prefeitos, seja Gean Loureiro com Topázio Neto, Eduardo Freccia, Adriano da Catarinense, Mário Hildebrandt, Clésio Salvaro, Oscar Martarello, Paulinho de Bombinhas, Luiz Henrique Saliba, Rafael Caleffi, Fabrício Oliveira ou Ari Vecchi, não têm solução. Se o líder joga contra, todos ficam sem ações. O exemplo totalmente destruidor que sai de Brasília, amarra a desgraça em todos os lugares. Quem ama isso, aplaude. Acha bacana, que está tudo certo, sob controle, um exemplo mundial. Pode ter hospitais de cinquenta mil leitos, serão cinquenta mil novos mortos. O país está mergulhando na desgraça. Há quem defenda esta loucura e se aproveita para jogar os corpos nos colos dos governadores e prefeitos. Parabéns pela injustiça e falta de respeito por si. Tolos assim, já tem a granel.


QUEDA

O tropeço de Eduardo Pazuello é por incompetência declarada e, mais do que isso, ser o melhor ventríloquo vivo registrado na história da humanidade. Era movido a controle remoto. Como acabou a pilha, é trocado.


PATÉTICO

Representante do Exército na pasta, deve ter conquistado as estrelas da patente na Bolívia. Cai porque é um legítimo exemplo para o Brasil não entrar em guerra com os EUA se, de fato, o diálogo acabar e a pólvora ter que explodir.


RESTO

Pazuello é aquela carne jogada aos crocodilos. Até agora defendido, amanhã será o comunista verde-oliva que derrubou o governo nas pesquisas. Que nunca escutou seu chefe por ser filiado ao PT e foi coordenador da campanha de Boulos em SP.


SIMBOLOGIA

Ao colocar Zé Gotinha como miliciano e uma metralhagulha nas mãos, foi o melhor exemplo para definir o Brasil. Com cara de controlador do Morro do Borel, o que era para ser pedagógico, tornou-se um espectro do que se representam.


COMUNISTA

O ministro da Saúde sai camuflado de Exército, mas na verdade, é fácil identificar sua presença no mar de tolos aplaudindo sua infâmia. Condenado, será fuzilado pela desgraça ipsis litteris a que se sujeitou a pedido do chefe.


ELES

Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich caíram para que o modus operandi bolsonarista fosse adotado na congestão Eduardo Pazuello. O rei Momo da Saúde assumiu com chave de isopor doada por seu superior. O Exército assinou este cheque.


ELA

Ludhmila Abrahão Hajjar não vai aceitar sua indicação no ministério. A cardiologista teria que rasgar todo seu conhecimento e vestir o jaleco ao avesso. Já assistiu a este capítulo macabro que Mandetta e Nelson Teich se negaram a assinar.


MAPA

O Brasil deve passar dos 400 mil mortos e sobrar brasileiros no necrotério da cloroquina e suas variantes patéticas a que sujeitaram inocentes. Não há como estancar esta matemática fúnebre com loucos incentivando o negacionismo. Não são só ministros, é ideologia.


JORNALISMO

Os ataques que formadores de opiniões recebem por bater de frente com esta ideologia patética, é surreal. Jornalistas são achincalhados de toda forma porque não compactuam com este desastre assassino registrado ao longo destes 12 meses de inferno.


ELEIÇÃO

O Centrão é como aquelas meninas de luxo que gostam de iate, pancadão e muito dinheiro. Trocam de barco no estalar do dobro disso. São fáceis e confiáveis como nota de três. No processo eleitoral, vai subir no jatinho mais veloz, quem dá mais.


CENTRÃO

Não está na Boate Azul, mas age como. São espertos e veem cifras em tudo. Por isso, antes de ideologia, são mercenários e cobram por prestação de serviços. Mais que um negócio, é interesse no melhor negócio. Com a entrada de Lula da Silva, a bolsa subiu.


INFIDELIDADE

Por isso que o cenário mudou. Jair Bolsonaro usa máscara, pode se vacinar e afirmar que lockdown é um caminho sem volta. Como não segue as próprias ideias, vai se transferindo conforme a necessidade. Amanhã condena a cloroquina.


INFIÉIS

Seus seguidores vão condenando tudo aquilo que defendiam à medida que o chefe de Brasília, pulando de fases como um jogo de PlayStation, morre e volta no último checkpoint. Vai morrendo e volta ao ponto porque tem vidas a granel para mandar às funerárias país afora.


TAMBÉM

Para quem joga Crash Bandicoot, sabe que quando o personagem tem que enfrentar uma missão muito perigosa, usa máscara para vencer o adversário. Fica forte e derruba todas as barreiras para vencer a fase. Na vida sanitária tem que enfiar onde Eduardo Bolsonaro indicou.



Alesc - Julho
Investimentos Criciúma
Fiesc Setembro
Blumenau pronta para crescer
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro