Close Menu

Busque por Palavra Chave

Ex-prefeito de Nova Erechim é indiciado por destruir área de Mata Atlântica

Polícia Civil Polícia Civil divulgou imagem da área de mata nativa analisada pelo IGP Polícia Civil divulgou imagem da área de mata nativa analisada pelo IGP

A Polícia Civil concluiu investigação sobre crime ambiental ocorrido no em Nova Erechim. Conforme as investigações, em julho de 2020, a proprietária de uma terra localizada ao lado do cemitério municipal procurou a Delegacia para comunicar que maquinário da Prefeitura teria invadido sua propriedade e derrubado mata nativa a mando do então prefeito Nédio Cassol.

Na ocasião, após autorização do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, foi instaurado inquérito policial para apurar o que havia ocorrido.

Durante a investigação, a Polícia Militar Ambiental vistoriou a área, assim como o IGP realizou perícia no local, tendo ambos constatado que houve supressão de vegetação secundária, em estágio médio de regeneração, de Mata Atlântica, que é objeto de especial preservação, ou seja, não pode ser derrubada, nem há possível autorização para isso.

As diligências realizadas pela Polícia Civil ainda demonstraram que o desmatamento aconteceu em junho do ano passado e que quem fez a derrubada foi um maquinista da Prefeitura, a mando do então prefeito. Interrogado, o suspeito ficou em silêncio.

Ele foi indiciado por crime ambiental, cuja pena é de detenção, de 1 a 3 anos, ou multa (ou ambas as penas cumulativamente).


Outras Notícias
Covidômetro - Florianópolis - Maio
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro