Lê Notícias - Região - Cavalos doados em programa da Prefeitura...
Close Menu

Busque por Palavra Chave

Cavalos doados em programa da Prefeitura de Palhoça estão fortes e saudáveis

Por: LÊ NOTÍCIAS
01/04/2021 10:40
Prefeitura de Palhoça Sob os cuidados dos adotantes, animais estão recuperando o peso e a saúde Sob os cuidados dos adotantes, animais estão recuperando o peso e a saúde

No trabalho de acompanhamento da primeira doação de animais apreendidos dentro do projeto de recolhimento de cavalos abandonados em Palhoça, a avaliação feita pela Secretaria de Defesa do Cidadão é a de que os animais têm sido bem cuidados pelos adotantes e estão saudáveis e fortes.

No dia 12 de março, a secretaria realizou a entrega das primeiras doações, por meio da Diretoria de Bem-Estar Animal (Dibea). Cinco animais foram doados para dois adotantes, que passaram a ser os responsáveis por manter os animais saudáveis e bem tratados.

Eliseu Martins levou para seu sítio, em Anitápolis (SC), um cavalo, uma égua e um burro. Já o comunicador Luiz Carlos Espíndola recebeu a doação de uma égua (que recebeu o nome de Miga) e de um cavalo (nomeado Capitão).

Todos os animais estão em ótimo estado. Bem diferente, por exemplo, da situação em que os representantes do Dibea encontraram a égua Miga, quando a recolheram das ruas. “No dia em que eu a resgatei, eu confesso que eu chorei. Já resgatei vários cavalos, mas no dia em que eu resgatei essa ‘menina’ eu chorei, porque ela estava muito judiada, mal tratada, magra e cabisbaixa”, relata a gerente do Bem-Estar Animal, Rosemary K. Marques. “Quando eu a vi naquela situação, eu me emocionei muito, fiquei muito dolorida naquele dia e falei que aquela ‘menina’ ia ter que ser adotada por uma pessoa especial, e realmente ela foi adotada por uma pessoa especial”, conclui Rosemary.

A Cavalaria ainda mantém quatro cavalos recolhidos em Palhoça, e pelo menos dois deles estão liberados para adoção. Quem tiver interesse, pode entrar em contato com a Dibea pelo telefone: 3242-1512. “Nós acompanhamos os animais que foram adotados e pudemos comprovar que estão sendo muito bem tratados. Isso mostra a importância do nosso projeto. Conseguimos resgatar esses animais das ruas e oferecer uma vida digna a eles”, comemora o secretário de Defesa do Cidadão, João Gonçalves Neto.

ENTENDA O PROJETO

Em agosto do ano passado, a Prefeitura de Palhoça firmou um convênio com a Polícia Militar de Santa Catarina (PM/SC), através do Regimento de Polícia Militar Montada (Cavalaria), para recolhimento de equinos em situação de maus tratos e abandono no município. A definição das condições em que é considerado o abandono está prevista na Lei Municipal no 4.752, de 5 de agosto de 2019.

Desde o início do convênio, 34 animais foram recolhidos e encaminhados para um terreno mantido pela Cavalaria, em São Pedro de Alcântara. A partir do momento em que o animal é recolhido, o proprietário tem 30 dias para solicitar o resgate do animal. Decorrido esse prazo, o animal estará disponível para doação. Em caso de comprovação de maus tratos, o dono também perde o direito de propriedade sobre o animal, permitindo a doação.

No momento da adoção, o adotante assina um termo que estabelece seus direitos e deveres para com o animal adotado. Ao assinar o documento, o adotante declara-se apto a assumir a guarda e a responsabilidade sobre o animal e confirma estar ciente de todos os cuidados que o cavalo exige, no que se refere à sua guarda, manutenção, alojamento e alimentação; risco inerentes à espécie no convívio com humanos, comprometendo-se a guardá-lo e vigiá-lo, preservando sua saúde e integridade e a submetê-lo aos cuidados médico-veterinários, sempre que necessário. O adotante também não pode transmitir a guarda ou negociar a posse do animal sem o conhecimento do município.


Outras Notícias
Governo de SC
Prefeitura de Chapecó
Semasa Itajaí
PALHOÇA
Câmara Floripa
Unochapecó
Prefeitura Floripa Junho
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro