Close Menu

Busque por Palavra Chave

Investimentos Criciúma

Vieses e consensos | MPSC poderá acionar Moisés por improbidade no caso dos ventiladores; os favoritos ao quinto no TJSC e Israel vencendo a Covid-19

Por: Ralf Zimmer Junior
05/04/2021 13:29
Maurício Vieira/Secom

Fontes nos revelaram que após o recebimento do impedimento, com o consequente afastamento cautelar de Moisés, o Ministério Público de Santa Catarina oficiou o Tribunal Especial de Julgamento solicitando cópia dos votos.

Bom lembrar, que Collor e Dilma foram impichados sem que tenham sido condenados nem por improbidade, nem por crime comum, o que, aliás, é natural, dada a independência de instância e a diversidade de condutas dentre as leis regentes respectivas a ser apuradas nas esferas diversas. Contudo, acaso o MPSC reabra o caso anteriormente arquivado, em relação a possível improbidade de Moisés no caso dos ventiladores, essa ponte retórica que a defesa do governador usava pode vir a ser mais uma a ser dinamitada.

De outro lado, fervem nos bastidores as disputas que se avizinham em relação a vagas no TJSC de desembargador (a) pelo chamado quinto Constitucional. Nossas fontes indicam dois possíveis candidatos (as candidaturas não foram homologadas ainda, e desconhecemos as efetivas inscrições recém-abertas) como francos favoritos. Seriam eles um advogado de Joinville que já teria sido assessor outrora do atual presidente do TJSC, e uma advogada da Capital, de família tradicional do meio jurídico, que em que pese sua família ter emplacado mais de uma vez nome pelo quinto constitucional da OAB (inclusive um primo ainda ocupa uma dessas vagas), tem luz própria e carreira sólida a lhe credenciar também.

E, por fim, vale aplaudir e seguir o exemplo do premier Israelense Benjamin Netanyahu, lá vacinaram em massa a população, no intermeio de três lockdowns muito firmes, e hoje, com comércio reaberto, cobram comprovação do cidadão que queira adentrar, por meio de um aplicativo de celular, chamado passaporte verde, e, ainda, exigem distanciamento e uso de máscara.

Israel, embora muito menor que o Brasil, tem população o suficiente para servir de referência, ao contrário da minúscula Rancho Queimado, que população flutuante de final de semana é maior que os efetivos moradores.

Mais Israel, e menos contos do Sucupira, é dizer sim a vida: vacinas em massa já!!!

Alesc - Julho
Investimentos Criciúma
Fiesc Setembro
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro