Close Menu

Busque por Palavra Chave

Guarujá - SP - Mobile

Vieses e consensos | Quantas das 12.842 vidas catarinenses perdidas para a Covid-19 poderiam ser salvas com 33 milhões?

Por: Ralf Zimmer Junior
23/04/2021 10:23
Ricardo Wolffenbüttel/Secom

Marcado na data de ontem, para o dia 7 de maio, o julgamento do impedimento do governador Carlos Moisés.

Malgrado certo valor dos 33 milhões nos roubados ao argumento de compra de aparelhos respiratórios da China para atender pacientes de Covid-19, as consequências do delito não são “apenas” financeiras, e milhares são irreversíveis.

Doze mil, oitocentas e quarenta e duas vidas, mais oitenta e duas nas últimas horas, foram interrompidas por conta da Covid-19 aqui em Santa Catarina, e, nesse cenário, já pensou quantas vidas teriam sido salvas se houvesse tido competência e respeito mínimos à legalidade e à eficiência na compra de efetivos respiradores artificiais?

O número certo ninguém saberá, mas certamente muitas vidas poderiam ter sido salvas se nossos hospitais tivessem contado com respiradores mecânicos a tempo e modo para atender nossos concidadãos que foram a óbito pela Covid-19.

A questão se Moisés vai ser ou não condenado no mérito não recuperara mais ou menos vidas que já se foram.

Cabe, evidentemente, aos julgadores julgá-lo com base na prova dos autos.

Contudo, a história e os milhares dos catarinenses julgarão os julgadores com as mesmas provas bradadas por muitos deputados que hoje fazem uma mea-culpa por conta de eventuais acertos de cocheira querendo nos fazer crer que um telefonema de um presidente de um Tribunal de Contas de véspera, alertando para não efetuar compra sem garantia, somado ao fato da resposta do governo vir apenas 5 dias após pedido de explicações pela Intercept Brasil, e de forma acanhada para dizer o mínimo, seriam “pouca coisa” para se fazer Justiça.

Até quando o Brasil vai condenar pobre por presunções e altas autoridades somente com papel passado em cartório, virado para a Terra Santa, no ano bissexto em que passa o cometa Harley?

Milhares de catarinenses aguardam mais que a recuperação integral dos 33 milhões de reais que nos foram roubados, mas, Justiça, dessa, ou doutra vida para onde foram lançadas almas de viventes que certamente muitos poderiam estar aqui conosco houvesse acesso a ventiladores mecânicos que não nos foram entregues por conta da fraude mais impiedosa que terras de Anita já viu.

Sim, Moisés será julgado dia 7 de maio, e o Tribunal de Justiça e a Assembleia Legislativa o serão a partir de então por toda a eternidade!


Segurança Pública - Estelionato - Mobile
Alesc - Outubro - Mobile
Fiesc Outubro - Mobile
Zagonel - Outubro - Mobile
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro