Close Menu

Busque por Palavra Chave

Guarujá - SP - Mobile

SC sangrando; Judicialização do impeachment não para; Estado completamente parado; Traição da traição; Espetáculo da Cadeira Elétrica

Por: Marcos Schettini
27/04/2021 09:44
Maurício Vieira/Secom

Alô Cadeira Elétrica

Assistir ao esquartejamento de Carlos Moisés em o Massacre da Serra Elétrica catarinense tem que ter pipoca e guaraná. No acesso à segunda sessão de horror, os leões aguardam os pedaços do governador jogados no circo que armaram para entregá-lo às feras. É como a donzela que vê seu falso estuprador negro sendo arrastado para ser queimado a 2 mil volts. Ali, todos sabem da inocência do rapaz. Ele acredita que a Justiça vá intervir e devolver sua vida roubada por mentiras e calúnias que levam à pena capital. Ele não treme diante do terror vivido porque acredita na verdade que lhe dá coragem para enfrentar, olhar em direção à donzela do baile funk e o DJ estuprador deliciando-se da sentença. Como nos filmes, o telefone vermelho ao lado do sentenciado para quebrar o silêncio e parar imediatamente com o show de horror.


REAÇÃO

O Estado de SC está totalmente parado. Um deles, o agronegócio, se movimenta em sua naturalidade devido aos compromissos diários e empenho pessoal de Altair Silva. O secretário da Agricultura atua discretamente porque aguarda o desfecho final do dia 07 de maio, do retorno de Carlos Moisés.


RETORNO

Não é só Altair Silva, mas Luiz Fernando Vampiro na Educação ou Gigante Buligon no Desenvolvimento. São presenças do Oeste e Sul que trabalham no modo leve, discretos. Aguardam o desfecho final para tomarem as próprias definições. Hoje, a realidade é trabalho monitorado.


DESMOTIVAÇÃO

Altair Silva tem grande afinidade com o meio rural e sente as dificuldades diárias para deliberar as ações. Está desfamiliarizado com a madrasta e a rejeição imposta pela interina. Daniela Reinehr é uma pseudo liderança, evasiva e pobre.


TROCAS

A pseudo governadora continua fazendo do Estado o balcão de negociatas para se manter no roubado poder catarinense. Exonera ali, indica lá. Agora é a filha de Valter Gallina, secretário de Infraestrutura da Prefeitura de Florianópolis, no cargo de assessora técnica na Diretoria da Saúde.


DESRESPEITOSA

Não é somente tirar e colocar outro comissionado, mas a negociata que ela faz a pedido de Gelson Merisio, que está leiloando o governo estadual em um balcão vergonhoso. Ela desrespeita sua condição de interina ignorando o Tribunal de Julgamento.


PALHAÇADA

Desesperada, Daniela foi a Brasília ver qual o caminho que precisa tomar para impedir que Ricardo Roesler seja impedido de levar adiante o julgamento marcado para o próximo dia 7 de maio. Segurar o que puder o desfecho final do julgamento.


CORROSÃO

Derrubando a votação do próximo dia 7 de maio, assegura mais uns 15 dias. Quer desgastar os deputados Marcos Vieira, Fabiano da Luz, Zé Milton Scheffer e Valdir Cobalchini para serem influenciados a trocarem o voto declarado em favor de Carlos Moisés ainda na sessão de afastamento.


BÊNÇÃO

Gelson Merisio está orientando a patética Daniela Reinehr em todas as ações. Como ela é uma biruta de aeroporto, não sabe distinguir o dia da noite, busca nos conhecimentos dele as fragilidades que diz ter dos deputados estaduais com quem conviveu como presidente da Alesc.


DESGRAÇA

Todo o estrago vivido em SC, tem Gelson Merisio como patrocinador oficial. Como tem habilidade para destruir com rapidez tudo o que foi construído, a interina entregou para ele todos os assuntos políticos. SC sabe que está vivendo o 3° turno das eleições de 2018.


ASNO

Laércio Schuster está sendo vigiado o tempo todo pelo esquadrão da morte da democracia de SC. Quem usou sua existência patética para ser o Judas naquela sessão de afastamento, está com medo que ele, desta vez, possa trair no Julgamento final em favor de Carlos Moisés.


SOCORRO

O nível baixo e vergonhoso que Laércio Schuster vive em sua patética existência, vigiado no próprio inferno de sua vida vazia, é monitorado em tempo integral para saber com quem fala ou anda no dia a dia. O rapaz morto em caráter, amizade, confiança e verdades.


DESTINO

A verdade demonstrada pela PF, MPF, MPSC, TCE, STJ, vai fazer a sublime leveza de Justiça iluminar o voto favorável a Carlos Moisés no próximo dia 7 de maio. Não apenas devolver SC ao eixo, mas pedir perdão a si. E aí Laércio Schuster, na sua evasiva vida, não se sabe o que irá fazer.



Segurança Pública - Estelionato - Mobile
Alesc - Outubro - Mobile
Fiesc Outubro - Mobile
Zagonel - Outubro - Mobile
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro