Close Menu

Busque por Palavra Chave

Transparência Criciúma

A força dos quatro deputados; Honra e Valentia; Gelson Merisio destruindo SC; Leodegar Tiscoski em inferno desnecessário

Por: Marcos Schettini
04/05/2021 09:18
Luis Gustavo Debiasi

Parabéns Gelson Merisio pela canalhice

O ex-presidente da Assembleia Legislativa de SC, em três oportunidades, conseguiu refazer a cena em que Jesus Cristo, enganado por um dos seus à mesa da Ceia, vendido e mentiroso, fizesse mesma coisa 2021 anos depois. Laércio Schuster foi até a Casa d’Agronômica, jantou com o governador e, à mesa, bebeu do mesmo cálice. Dois dias depois, voltou para abraçar o anfitrião e, pior, deu um beijo no rosto de Carlos Moisés. Ao sair de lá, foi para a Assembleia Legislativa votar a favor do afastamento no Tribunal Especial de Julgamento. O leitor pode pensar que é uma história, inventada para dar dimensão do que SC vive, mas foi exatamente assim. E por coincidência, naquela semana Santa. Gelson Merisio é um ser do mal, sem escrúpulos, miserável em respeito às pessoas e dignidade. Pobre Estado de Santa Catarina que tem um sujeito demoníaco tão perigoso assim, querendo assumir seu destino como governador. Vade Retro!


DESEMPENHO

Os quatro deputados estaduais, sob orientação e a expressiva experiência de Marcos Vieira, seguem firmes para a próxima sexta-feira com a dona consciência tranquila. Não somente honram o mandato, mas a palavra e justiça.


ASSÉDIO

Gelson Merisio vai dobrando, a cada dia, sua maléfica e violenta forma de persuasão sobre os parlamentares. Escolheu Zé Milton, um nobre deputado do Progressistas, para ser seu próximo Laércio Schuster, aquela aberração humana ignorada na Alesc.


ELE

Leodegar Tiscoski, colocado na Secretaria da Infraestrutura para intimidar Zé Milton no voto pró Moisés, é outro que está se servindo de capacho. Na altura da idade que tem, não precisava cair nesta cilada patética para matar a verdade e exaltar a mentira.


SOCORRO

Com a idade que carrega, Leodegar Tiscoski tem tudo para voltar para casa mais honrado que a fossa em que jogaram seu nome. Se utilizar da amizade com o deputado Zé Milton para defecar na cabeça dos catarinenses, isso não é ser amigo.


AMIGO

Como diz Milton Nascimento, é para guardar do lado esquerdo do peito. Não cobrar boleto para levar um parceiro de anos para o inferno. Tirando dele as verdades que carrega para pedir que rasgue sua honra para jogar no lixo.


REAL

O que se espera de Leodegar Tiscoski é sua retirada desta vergonha, passar na lavanderia e pedir para tirar este cheiro de fezes que jogaram em suas vestes. Em outras palavras, pedir a exoneração e salvar a amizade que tem com Zé Milton, mostrando honra.


HONRA

Um amigo não joga outro no abismo. Não invoca sua inocência para cuspir na verdade e justiça. O deputado Zé Milton Scheffer foi líder do governo e, neste golpe do dia 26 de março, votou na inocência do governador. O que Leodegar Tiscoski ganha diante dos seus filhos e netos?


SERIEDADE

O que o casal Tiscoski, Leodegar e sua esposa Bete, ensinaram aos filhos e, agora, os netos? Por que Leo, carinhosamente assim chamado pelos amigos, quer ser a peça usada no estupro moral do deputado Zé Milton? A esta altura da idade?


GRANDEZA

O que se espera deste momento em que Leodegar se curva para o demônio, negando a verdade e a justiça para dar a Gelson Merisio e sua patética Daniela Reinehr, nunca será perdoado pela história. O ex-deputado federal ainda tem tempo para sair desta vergonha.


ELA

Bete Tiscoski deve fazer sua porção mulher ganhar força sobre o erro do marido a compactuar com esta vergonha catarinense e levantar a bandeira da verdade e da justiça. Honrar a amizade construída com prefeitos, vereadores, empresários e Zé Milton. Fugir deste inferno.


MILHÕES

O cidadão não sabe o que ocorreu em Brasília quando Gelson Merisio, com suas atitudes satânicas, busca apertar o pescoço de pessoas de bem. Tem feito isso já de modo escancarado, sem pudor. Comprando consciência para sua masturbação pessoal.


FORÇA

Aos quatro deputados estaduais, Marcos Vieira, Zé Milton Scheffer, Fabiano da Luz e Valdir Cobalchini, toda a sagrada honra dos catarinenses. Prefeitos, vereadores, jovens, crianças, idosos, cidadão de bem. Vençam a si mesmos e garantam a verdade sobre esta mentira, e conviverão com a dignidade que já demonstram.


CANCERÍGENO

Gelson Merisio se utiliza do que há de mais sujo no submundo da política, para tirar dividendos para sua vida cheia de trevas e dúvidas. Por ter sido três vezes presidente da Alesc, é um péssimo exemplo de homem público.


MAIS

É com esta política cancerígena, adoecida e podre, que quer penetrar no resistente campo de força dos quatro deputados membros da Comissão Julgadora. Seu modo sujo, está em extinção e não prospera entre os bons.


PUS

São políticos sujos do nível de Gelson Merisio que coloca o Brasil em xeque. Vem do seu estereótipo podre de fazer política, que a antipolítica ganhou o país em 2018. E foi por isso mesmo que saiu derrotado.


LIMPEZA

Por isso que os desembargadores e deputados estaduais, na consciência de se curvarem à verdade e à justiça da inocência do governador Carlos Moisés, vão devolver-lhe o mandato na próxima sexta-feira.


NUNCA

Aqueles que lambem as botas sujas de Gelson Merisio, tem afirmado que ele é muito forte. Jamais um líder sujo será um super-herói. Apenas um demônio circulando entre os bons.


SUPER

Um herói utiliza-se de sua força em favor da Justiça e, consequentemente, da verdade. Ele, ao contrário de destruir, constrói. É aplaudido por todos. Um exemplo de grande homem. Gelson Merisio não é nada disso.



Transparência Criciúma 2
Anúncio Radial 2
Palhoça Parques
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro