Close Menu

Busque por Palavra Chave

Guarujá - SP - Mobile

Procuradora tumultua SC; Desespero total da interina; Demagogia na dor; Encontro às escondidas?; 5° Constitucional em disputa; O Brasil sob ataque

Por: Marcos Schettini
05/05/2021 10:36
Divulgação

Escuridão e ranger de dentes

A cena de terror vivida pela pacata Saudades, um lugar de pessoas simples, preocupadas com o trabalho e a tranquilidade do interior, é o quadro de descontrole que o Brasil está enquadrado. Não há mais tranquilidade e respeito por absolutamente nada. São ataques diários contra pessoas, grupos étnicos, sexual, racial, mulheres, trabalhadores, instituições e Poderes constituídos. Não é caso isolado. A violência daquele assassino, um rapaz de 18 anos, tirando a vida de anjos e professoras, é a soma final das aberrações em que passa o país. Mentiras, informações falsas desferidas à esfera da Terra, à ciência, à pandemia, à educação, às florestas, tudo está fora de ordem. A espinha da Nação está sendo quebrada, derrubada, destruída em sua cultura, conhecimento, valores de amizade e tolerância. Esta equação de horrores, não pode dar em resultado diferente. A frieza assume seu trono. Fake news vergonhosos, nunca imaginados por jornalistas que são de altura e respeito, induzem a sociedade ao erro, levando-os à vida miserável da má informação. Este é o cenário de dor que atingiu a pequena comunidade de Saudades. Tirou a vida de crianças e adultos. O Dia das Mães é mais que gestação, é uma luta do povo brasileiro. Deus usado, abusado, levado às mentiras da boca suja dos piores pecadores. Como diz dona Zizi, “Deus vinde em nosso auxílio, apressai-vos em nos socorrer”.


ABSURDO

A afronta que uma só procuradora, membro do Conselho de Procuradores, em ativar enfrentamento ao governador Carlos Moisés, não se sabe se a pedido, tem por objetivo tumultuar a votação da próxima sexta-feira. Bate de frente com Ricardo Roesler e TJ.


ESCANCARADO

Isso mostra o desespero vivido pela patética Daniela Reinehr e seus asseclas. Completamente às cegas diante da inocência do governador, a filha do nazista de Maravilha afronta o TJ usando Laércio Schuster, a aberração humana, para derrubar o calendário da próxima sexta-feira.


ZUMBI

O deputado Laércio Schuster está moribundo, morto, andando sem direção, procurando a carne do governador no pedido de adiamento da votação de sexta-feira. O rapaz já vê o féretro de seus despojos levados à vala. Traidor, nenhum dos lados confia em sua patética existência.


ADIAMENTO

A patética governadora interina busca a dissolvição da votação de sexta-feira por estar completamente sem fôlego. Asfixiada pela ampulheta que não para de avançar o tempo, sabe que a inocência de Carlos Moisés tira dela o golpe desenhado por Gelson Merisio.


TOTAL

A sociedade acompanha atentamente o desfecho em favor de Carlos Moisés. Multiplicou-se o apoio de prefeitos, vices, vereadores, empresários, entidades classistas para que seja devolvido o Estado ao governador eleito com 72% dos votos em 2018.


HONESTIDADE

Todos os órgãos de controle são unânimes na inocência e honestidade do governador. Embora os patéticos vídeos elaborados no Morro da Cruz tenham a assinatura fantasma de seus algozes, Carlos Moisés mostra-se tranquilo. Uma característica de leveza moral por acreditar na Justiça.


OAB

A disputa pela indicação dos próximos desembargadores no critério do quinto constitucional, está gerando uma disputa voraz no meio político. Rafael Horn, o presidente da Ordem dos Advogados em SC, tem levado com tranquilidade o trabalho e ganha o respeito total no Estado.


GUERRA

A Comissão Eleitoral da OAB de SC homologou 23 nomes em busca da vaga de desembargador do TJ. São cinco de Blumenau, quatro da Capital, três de Tubarão, dois de Joinville. Balneário Camboriú, Chapecó, Criciúma, Joaçaba, Lages, Maravilha, Pinhalzinho, São José e Timbó, tem cada cidade, um candidato.


SENSIBILIDADE

Rafael Horn determinou um coletivo para acompanhar a tragédia ocorrida em Saudades. O presidente da OAB mostrou-se, como todas as pessoas de bem, completa tristeza e dor. O terror em que o Brasil está mergulhado, é terreno fértil para desgraças. Não é só a questão jurídica, mas é preciso a psicológica.


CREDO

A patética Daniela Reinehr foi até o Oeste mostrar solidariedade às famílias em dor profunda e, logo após, saiu rápido de lá. Consequentemente, também no Oeste, estava Gelson Merisio. Como diz um cidadão de bem em Guatambu, ao lado de Chapecó, “ambos os dois sumiram”.


SOCORRO

Usar a estrutura do Estado para fazer politicagem em cima de uma desgraça social, é macabro para quem é filha de um nazista que nega o holocausto. Enquanto as pessoas choram, ela passa a noite no Oeste sendo orientada na articulação política para dar golpe em Carlos Moisés. Pessoa fria e nada humana.


ENTÃO

O assassinato doloroso de crianças e professoras em Saudades, deveria ser ambiente de oração e solidariedade às famílias. Não um oportunismo na calada da noite para encontros, às escuras, fazendo golpismo na inocência das pessoas. É desumano, imoral e canalhice.



Alesc - Julho
Fiesc Setembro
Zagonel
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro