Close Menu

Busque por Palavra Chave

Guarujá - SP - Mobile

Vieses e consensos | Privatização de praias: Santa Catarina no mapa dos Ministérios

Por: Ralf Zimmer Junior
11/05/2021 21:37
Divulgação Lagoinha do Leste, em Florianópolis, é uma das praias que estão no radar do Governo Federal Lagoinha do Leste, em Florianópolis, é uma das praias que estão no radar do Governo Federal

Santa Catarina está no mapa de um projeto piloto capitaneado pelo Ministério da Economia, em conjunto com as pastas do Turismo e Infraestrutura, para privatizar áreas de praias ou vender concessões desses espaços.

A ideia central do projeto consiste em viabilizar que a iniciativa privada aporte capital em empreendimentos de resorts, píeres e marinas para incrementar o turismo em solo brasileiro, e, assim, gerar empregos e receitas, movimentando a nossa economia.

Bem verdade que se descortinará debates sobre o uso sustentável desses espaços, mas, ninguém, em sã consciência, parece defender a exploração desordenada que há hoje em dia em muitos desses locais em detrimento de uma profissionalização do turismo integrado ao meio ambiente, que tanto clama os patrões e os trabalhadores do setor.

Certamente, inclusive, devem ser observados os cuidados para que seja preservado uma passagem aos cidadãos a essas praias, bens públicos, de propriedade da união, mas com características de bens difusos, a grosso modo, de todos e de ninguém ao mesmo tempo.

O uso sustentável do meio ambiente, conjugado com ferramentas inteligentes de incremento do turismo, gera empregos numa cadeia de serviços e produtos que vai muito além dos locais que ocorrerão esses empreendimentos. Movimenta agentes de viagens, indústria de serviços, entretenimento, fornecedores de alimentos e bebidas, impulsionando a economia como um todo, notadamente se explorados eventos já tradicionais em nosso Estado, como a Oktoberfest, em sintonia com os calendários que surgirão nas praias.

O edital de licitação do governo federal está caminhando para virar realidade e, se tudo der certo, e há de dar, Santa Catarina terá muito a avançar, sobretudo num nicho que deve absorver mão de obra que tanto tem sofrido com os efeitos desta maldita pandemia.

Não, não estamos diminuindo a necessidade do esforço conjunto e o respeito às lágrimas que essa pandemia tem nos cobrado tão caro, mas sonhar e desenhar o futuro também é uma forma de combate-la!


Alesc - Julho
Fiesc Setembro
Zagonel
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro