Close Menu

Busque por Palavra Chave

Investimentos Criciúma
Peste Suína Setembro
Beira-Mar Casan

O Miranda tinha razão!

Por: Axe Schettini
22/06/2017 13:04 - Atualizado em 22/06/2017 15:56
(Foto: Axe Schettini/LÊ) (Foto: Axe Schettini/LÊ)

Impressionante como a nova praça Frei Bruno ficou feia. Vítima de polêmicas no governo Idacir Orso, o calçadão foi muito criticado pelo empresário João Miranda, que hoje é admirado, pois tinha razão. A ideia de modernizar o local foi excelente, mas o projeto, na prática, ficou horrível. Em contramão de cidades de primeiro mundo, Xaxim está menos arborizada, com um calçadão sem vida e uma “lombada” gigante em plena avenida principal. Não sei de quem foi a ideia, mas não ficou bacana!



Marcas

Ao finalizar o mandato, Orso deixou algumas marcas em Xaxim. Algumas delas são: pintura da prefeitura de Xaxim, novo canteiro central amarelo na avenida Luiz Lunardi, duas estátuas, um portal de entrada ao município, a modificação na praça central, um ecoparque isolado no Distrito Industrial, uma feira de alimentos coloniais (ainda não inaugurada), o Complexo de Segurança (também não finalizado) e a maior de todas, saneamento básico em alguns bairros da cidade . São reflexos de ações tomadas exclusivamente pelo ex-prefeito Orso, ignorando a ideia do conselho de líderes municipais que havia afirmado em campanha, que auxiliaria nas decisões do município. Uma pena, o resultado está aí!

Economia

Logo no início do mandato, Lírio Dagort teve que tomar atitudes para buscar reverter os erros da administração passada. Ao levar vários órgãos públicos para a antiga estrutura da Unochapecó, entre os bairros Guarani e Sta. Terezinha, o prefeito acerta no quesito economia, mas erra ao distanciar os serviços públicos do cidadão. Imagina-se um xaxinense sair do bairro Chagas (extremo oposto da cidade) para se descolar até o local. Quem ganha com isso?

Coragem

Ainda no mandato do ex-prefeito Tinho Vicenzi falava-se da construção do novo Complexo Administrativo, que concentraria todos os órgãos municipais e zeraria o custo com aluguéis. A ação que deve ser tomada com coragem, ainda mais em um momento de dificuldade financeira, desagradaria a população devido ao custo milionário, mas facilitaria os trabalhos administrativos e salvaria o cofre municipal futuramente.

Ao Contrário

Com a mesma coragem que a Câmara de Vereadores construiu uma sede própria, após anos de aluguel, a prefeitura deve estudar a possibilidade real de ampliação da estrutura, utilizando todo o espaço utilizado pela garagem das máquinas, essa que deveria estar aonde funcionava a Unochapecó. Ou seja, está tudo ao contrário, as máquinas no centro e os órgãos públicos nos bairros.


Alesc - Julho
Investimentos Criciúma
Fiesc Setembro
Blumenau pronta para crescer
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro