Close Menu

Busque por Palavra Chave

Guarujá - SP - Mobile

SC implanta áreas experimentais para produção de cereais de inverno

Por: LÊ NOTÍCIAS
20/05/2021 11:12
Aline Somariva/Cooperja O incentivo para produção de cereais de inverno vem complementar outras ações desenvolvidas pelo Governo do Estado para aumentar o fornecimento de insumos O incentivo para produção de cereais de inverno vem complementar outras ações desenvolvidas pelo Governo do Estado para aumentar o fornecimento de insumos

A pesquisa agropecuária de Santa Catarina está focada em aumentar a produção de cereais de inverno no estado. Sob comando da Secretaria da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri) iniciou os experimentos para o cultivo de trigo, triticale e centeio em cinco regiões catarinenses. A intenção é avaliar quais são os melhores cultivares e como eles se adaptam em diferentes condições de solo e clima.

"Esse é um projeto que envolve todo o setor produtivo. Secretaria da Agricultura, Epagri, cooperativas e produtores rurais trabalhando juntos para incentivar o cultivo de cereais de inverno em Santa Catarina, trazer mais renda aos agricultores e aumentar a competitividade do nosso agronegócio. Estamos com boas expectativas para essa safra e acreditamos que podemos avançar ano a ano", destaca o secretário da Agricultura, Altair Silva.

O experimento com cereais de inverno faz parte do Projeto de Incentivo ao Plantio de Cereais de Inverno Destinados à Produção de Grãos e as áreas foram implantadas nos municípios de Chapecó, Canoinhas, Rio do Sul, Turvo, Jacinto Machado e Campos Novos, onde serão avaliados cerca de 30 cultivares em diferentes solos e climas. A ação conta com o apoio da Cooperativa Regional Agropecuária Vale do Itajaí (Cravil), Cooperativa Regional Agropecuária Sul Catarinense (Coopersulca) e Cooperativa Agroindustrial Cooperja.

O diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação da Epagri, Vagner Miranda Portes, explica que o objetivo é identificar quais materiais se comportam melhor em cada região e, no próximo ano, os pesquisadores irão avaliar a possibilidade de antecipar a época de plantio - viabilizando o cultivo de soja após a colheita do trigo.

"A Cooperja tem muito interesse que esse projeto vá em frente. Nós disponibilizamos nosso campo e esta já é mais uma novidade que traremos ao nosso agricultor. Que bom que conseguimos fazer esse experimento porque vamos conseguir mostrar aos nossos produtores e, quem sabe, em 2022 nós tenhamos uma grande quantidade de área plantada com cereais de inverno", ressalta o presidente da Cooperja, Vanir Zanatta.

VISITA A CAMPO

Nesta quarta-feira (19), o secretário adjunto da Agricultura Ricardo Miotto visitou o Centro de Pesquisa para Agricultura Familiar (Cepaf/Epagri), em Chapecó, para acompanhar o andamento da pesquisa e os primeiros resultados.

"Os cereais de inverno são uma alternativa bastante viável para produção de ração com vistas ao abastecimento da cadeia produtiva da proteína animal em Santa Catarina. Nesse sentido, a Secretaria da Agricultura, por determinação do governador Carlos Moisés, vem trabalhando muito forte para incentivar os produtores e, em paralelo, estamos fazendo pesquisas para verificarmos quais são os melhores materiais e como eles se adaptam nas diferentes regiões de Santa Catarina".

SOBRE O PROJETO DE INCENTIVO

A Secretaria de Estado da Agricultura está investindo R$ 5 milhões para apoiar os produtores que apostarem no cultivo de trigo, triticale, centeio, aveia e cevada ainda nesta safra. Com o Projeto, a Secretaria da Agricultura dará uma subvenção de R$ 250,00 por hectare efetivamente plantado com cereais de inverno, num limite de 10 hectares por produtor. A intenção é ampliar em 20 mil hectares a área cultivada em todo o estado já na safra 2020/2021.

IMPORTÂNCIA DE INVESTIR

Santa Catarina é um dos maiores importadores de milho do Brasil. Todos os anos mais de quatro milhões de toneladas do grão são importados de outros estados e países para abastecer a cadeia produtiva catarinense. A intenção da Secretaria da Agricultura é ocupar as lavouras também no inverno, trazendo uma alternativa de renda para os produtores e mais competitividade para a cadeia produtiva de carnes.

O incentivo para produção de cereais de inverno vem complementar outras ações desenvolvidas pelo Governo do Estado para aumentar o fornecimento de insumos.


Outras Notícias
Alesc - Julho
Fiesc Setembro
Zagonel
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro