Close Menu

Busque por Palavra Chave

Investimentos Criciúma

GREVE EM XAXIM

Juiz de Chapecó emite mandado de citação ao Sindicato sobre liminar expedida pelo TJ

Mandado de citação foi expedida pelo juiz Selso de Oliveira
Por: LÊ NOTÍCIAS
27/06/2017 13:48 - Atualizado em 28/06/2017 10:54
Mandado de citação foi expedido pelo juiz Selso de Oliveira Mandado de citação foi expedido pelo juiz Selso de Oliveira

A 1ª Vara da Fazenda Acidentes de Trab. e Reg. Público da Comarca de Chapecó emitiu, por meio do juiz Selso de Oliveira, um mandado de citação e intimação sobre a limitar emitida pelo Tribunal de Justiça ao Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Chapecó e Região (Sitespm). No documento consta que “No prazo de 48 (quarenta e oito) horas o réu deverá trazer aos autos da comprovação do atendimento das condições estabelecidas pela Lei n. 7.783/1989 para deflagração da greve, inclusive no concernente ao disposto no art. 4º de deferida norma, como também demonstrar o pleno atendimento à determinação contida nesta decisão.”

A DECISÃO DO TJ

Foi deferido parcialmente “o pedido de antecipação dos efeitos de tutela para determinar que o Sindicato promova o restabelecimento da prestação dos serviços educacionais em creches e escolas do ensino fundamental do município de Xaxim, mediante o retorno dos servidores ao trabalho de modo a atender as crianças e adolescentes matriculados, no prazo de 24 horas”. Também, decide que o Sindicato “abstenha-se de violar ou constranger direitos e garantias de outrem, não podendo impedir o acesso ao trabalho nem causar ameaça ou dano à propriedade ou pessoa”. Em caso de descumprimento, há de ter incidência multa cominatória de R$ 20 mil.

DESPACHO

Para o desembargador Odson Cardoso Filho, no texto legal, o exercício do direito de greve está consagrado pela Carta da República, porém há “termos e limites” a serem observados. Nesta fase processual, que diz respeito à paralisação dos serviços essenciais, num período onde, ainda conforme a decisão, “o Brasil, em segmentos distintos, vem atravessando momento econômico-financeiro instável e preocupante. No setor público, sublinha-se, que o impacto é agravado por severa crise política e de gestão. Assim, os efeitos negativos da escassez de recursos atingem os diversos níveis da Federação, repercutindo, com maior ênfase, na esfera municipal, fruto da desequilibrada e injusta repartição da receita tributária”, expõe o material, que dá a entender a importância do bom senso entre as partes, tanto a que tem a pagar quanto a que tem a receber.

Filho não deixou de observar o direito dos servidores. Segundo ele, “conta o Poder Público com a obrigação de honrar com o pagamento regular da remuneração e demais vantagens aos seus servidores, inclusive no que diz com a revisão anual e benefícios instituídos por lei própria”. Porém, de acordo com o desembargador, “é impossível deixar a comunidade sem os serviços educacionais prestados pelo município de Xaxim em creches e escolas do ensino fundamental”. Em outro trecho, Filho cita que “a natureza e a primazia dessas atividades de acolhimento e primeira formação devem preponderar, mesmo frente aos relevantes direitos e anseios que se colocam em discussão nesta causa”.


Outras Notícias
Alesc - Julho
Investimentos Criciúma
Fiesc Setembro
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro