Close Menu

Busque por Palavra Chave

MDB é divisão total; Mauro Mariani vai mexer; Motos e bandeiras em Ccó; Alesc e Moisés fechados; Podemos pesca; Joinville distante; Jorginho engatilha 2022

Por: Marcos Schettini
21/06/2021 09:42
Waldemir Barreto/Agência Senado

Jorginho é o que se ajusta

Não está fácil para o presidente do PL de SC tirar as pechas grudadas em Jair Bolsonaro. O senador faz um esforço sobre-humano para rebater todos os apelidos que as 500 mil mortes mancharam o chefe da Nação nas tantas bobagens sobre a pior pandemia da humanidade que, descrita, vai para o Guinness Book. A dedicação do líder do Partido Liberal para salvar o vexame internacional das declarações e frieza do presidente da República, é merecedor de prêmio Nobel. O pai de Felipe Mello doa sangue o tempo todo. Se o receptor for suficientemente sensível, dá ele a voz forte do Palácio do Planalto para fazer o espetáculo eleitoral que busca em 2022. O Pronampe é uma grande marca e os recursos para as estradas federais, igualmente poderoso. Mas é preciso a cereja do bolo. Olha para Angela Amin na vice e Luciano Hang ao Senado para produzir efeito competitivo. Está construindo a sigla e, desfalcou o PSDB ao levar a juventude de Beto Martins para as fileiras. Não desmerecendo Dona Ivete Appel da Silveira, mas a ida do ex-tucano para o barco liberal, é porque está prestes a assumir o Senado.


GELO

As viagens do MDB pelo Sul contaram com a indiferença de Dário Berger. O senador ignorou a passagem de Antídio Lunelli pelos municípios daquela região e está deixando o coletivo militante perceber sua ausência. O processo político está demarcado para o prefeito de Jaraguá do Sul que criou hegemonia na célula ulyssista.


CORRERIA

Carlinhos Chiodini e Celso Maldaner estão em todas. Os dois deputados federais, membros da Executiva Nacional, empurram Antídio Lunelli para o campo eleitoral e produzem efeito em favor de si. Dário Berger passou os últimos quatro dias dando suporte aos três vereadores cassados em São José.


TAMBÉM

Pelo fato da Executiva estadual ulyssista ignorar a cassação dos três vereadores em São José, é prova de que o MDB de lá é célula particular de Djalma Berger e do vice-prefeito Michel Schlemper. Ao passar direto rumo a Palhoça, de Camilo Martins e Eduardo Freccia, Celso Maldaner retribuiu a frieza.


ACENO

Ao apertar a mão de Camilo Martins em Palhoça, o presidente da sigla em SC faz um gesto a Antídio Lunelli via Emanuela Wolff, presidente do Podemos Mulher em Jaraguá do Sul. O filho do deputado Nazareno alimenta a ida do prefeito da terra da WEG para as fileiras, sem sucesso. O jaraguense busca aliança.


INVESTIDA

Enganam-se os dois leques, de Celso Maldaner e Carlinhos Chiodini, de que Dário Berger baixou a guarda. O senador tem em Mauro Mariani a simpatia e a história partidária. O ex-deputado federal do MDB sabe trilhar entre os ulyssistas. Conhece-os por nome e endereço tanto quanto o marido de Rose Maldaner.


ANIMADO

João Rodrigues não dormiu no final de semana. Ele mobilizou todo o staff para produção positiva da motociata que, para ele, é o recado subliminar em direção a Jair Bolsonaro. O inquilino do Palácio da Alvorada quer barulho, contingência e o termômetro do prefeito de Chapecó para sonhar em morar no Palácio do Jaburu.


VOLUME

Para a bancada de apoio a Carlos Moisés na Alesc, o nome de possível composição de Eron Giordani na reeleição do morador da Casa d’Agronômica, foi suficiente para incendiar nesta direção. O chefe da Casa Civil passou toda a semana no Legislativo estadual para desenhar pró previdência na habilidade que lhe marca.


TRILHA

Eron Giordani está na Casa Civil nas digitais das bancadas da Casa. Foi nele que a base colocou o redirecionamento do projeto de retorno do governador em sua altíssima capacidade de articulação. O filho de Salete Giordani ganhou habilidade na força de Julio Garcia. O rapaz é o sonho dos estaduais.


POIS

Os partidos políticos podem se movimentarem rumo ao próprio cenário de seus programas individuais. Mas a base na Alesc dorme e levanta falando o nome do marido de Késia como um recital. Em tese, a sintonia será compreendida na Reforma da Previdência. Moisés está para os deputados como estes ao governador.


DIFERENCIAL

É o diapasão entre Carlos Moisés e a Alesc que, sabe-se, vai pesar na balança de 2022. O governador não tem pressa para escolher seu rumo partidário, mas a partir de hoje, a trinca Eron Giordani, Carlão Eduardo Mamute e Juliano Chiodelli começam a desenhar o cenário.


FORA

Fabrício Oliveira até sonha em estar na majoritária do ano que vem, mas o peso de Balneário Camboriú na composição está distante. O prefeito da mais badalada cidade litorânea do Sul do Brasil esbarra na geografia. Entre Florianópolis, o Vale do Itajaí e Joinville, o Podemos é mais evidente em Blumenau.


ELE

Mário Hildebrandt até arrisca dar um passo em favor de Fabrício Oliveira, mas é muito mais pela identidade partidária que por poder de fogo. Os prefeitos de Blumenau e Balneário Camboriú sabem que o Podemos é só uma expressão na sigla. Uma é querer, outra é ter como.


DIFERENCIAL

Balneário Camboriú hoje tem nome para disputar o governo com muito mais força que Joinville. A cidade do Novo, envelheceu. Longe dos tempos de fartura, não tem um só nome em potencial para impor sua força em uma chapa em posição nenhuma.


PROCURADO

Não fosse a genial entrevista feita pelo jornalista Upiara Boschi, o prefeito de Joinville passaria despercebido por 2021. Adriano da Catarinense precisa manter a cor laranja para, se pegar um ônibus, ser identificado. Sua gestão é inofensiva e a liderança que exerce não tem sal.


SAL

É aquele sabor que, em tudo, faz identificação. Adriano Silva não tem calor político capaz de incendiar o debate sucessório. Joinville pagando o preço de ter um prefeito inodoro e invisível nesta altura do campeonato. A mais poderosa cidade de SC já era a primeira em pontos corridos.


MODERNIZAÇÃO

O Procon de São José copiou o sucesso implantado por Fernando Fernandes que, em Florianópolis, construiu audiências de conciliação pela forma virtual. O então chefe do órgão de proteção ao consumidor inovou e garantiu efeito positivo reconhecido neste tempo de pandemia.


EXCELÊNCIA

Fernando Fernandes comungou na responsabilidade de evitar aglomerações e, utilizando a tecnologia da internet, elaborou saídas para conciliação entre as partes e fazendo acontecer. Orvino Coelho de Ávila gostou e mandou implantar o mesmo sucesso. Agora é a vez de Criciúma seguir no exemplo.


INICIATIVA

Com o Procon dando exemplo de sucesso em Florianópolis, avançando em São José e Criciúma, expõe a competência do atual chefe de gabinete de Michel Schlemper, vice-prefeito pelo MDB. No serviço público é preciso capacitação e sensibilidade. Quando se quer, é possível fazer. Fernando Fernandes ajustou-se aos tempos.



Alesc - Outubro - Mobile
Floripa - Um novo amanhã - Mobile
Essenciais de Verão
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro