Close Menu

Busque por Palavra Chave

O 5° dos Infernos; A lisura da OAB; Democracia é rumo; As mulheres por elas; Os Blá dos cotovelos; Joares Ponticelli é tubarão

Por: Marcos Schettini
23/06/2021 11:03 - Atualizado em 23/06/2021 12:01
Solon Soares/Agência AL

A grandeza de Joares Ponticelli

O prefeito de Tubarão age na força deste animal dos mares. Destemido, forte e na natureza de sobrevivência, cobra de Esperidião Amin e seus cercados, a palavra sobre 2022, aquele ano que, espera-se, seja da ressurreição política, assassinada em 2018. O ex-deputado e ex-presidente da Assembleia Legislativa de SC poderia, em 2014, ir para a tranquila vida pacata do Tribunal de Contas e ignorar a disputa eleitoral como vice do não menos glorioso Paulo Bauer que, por 1%, não foi tirar o sono da reeleição de Raimundo Colombo no 2° turno. O parceiro de Caio Tokarski venceu a eleição em 2016, foi recordista de votos em 2020 e, agora, mergulha no sufrágio do ano que vem. Ao lado de guerreiros como Aldo Rosa, Pepê Collaço, candidatíssimo a estadual, prefeitos da região como da belíssima Garopaba, de Junior Abreu Bento, dos deputados Altair Silva e Zé Milton Scheffer, inclusive João Amin, Joares olha as urnas com sua simplicidade e despojo. É um quadro de riquezas do mundo eleitoral catarinense que poderia viver sua profissão de professor de matemática, comemorar os 200 anos de Anita Garibaldi e voltar para os braços da Meneghel, a Patrícia, não a Xuxa, e pescar em Capivari de Baixo. Mas ele é um abnegado e busca o que lhe é oferecido. É o Sul de SC buscando seu melhor. Vá e Vença!


VELOZ

Ficaram os melhores na lista sêxtupla do 5° Constitucional. São a nata dos escolhidos naquele 1/3 dos aptos com direito ao voto nesta inédita forma aplicada pelo competente Rafael Horn. É unânime que o presidente da OAB assinou novos tempos na entidade.


TAMBURELLO

Embora a qualificação demonstrada, os seis finalistas terão que segurar firme na velocidade da articulação para não bater no muro. O que levou seus nomes à reta da escolha, terminou no voto de relações da militância profissional. Agora, segue no enquadramento político.


SILENCIOSO

Carlos Moisés está sensível às mexidas em torno dos seis nomes, mas, óbvio, vai escutar seus próximos no dia-a-dia para apontar o novo desembargador. Cargo onde, em 7 de maio, cinco deles do egrégio, ignoraram sua inocência nos órgãos de controle naquele caso dos respiradores.


DESEMBARGADOR

É um honroso sonho que o 5° Constitucional abre aos membros do MP e OAB. Se a carreira de juiz é uma trilha de difícil trajeto, concorrer pelo único assento entre 30 mil do colégio eleitoral, é como ir à lua no Dia dos Namorados. Exercer a função é tão gloriosa quanto morar no Olimpo.


PARABÉNS

Dos seis finalistas, Tammy Fortunato e Patrícia Effting, representam a ala feminina na escolha direta da OAB que, na votação, mostra que a força masculina impera em tudo e todos. Dos 94 membros do TJ, apenas 13 são mulheres. Na Ordem, a ala feminina alcança 48%. Guerreiras, precisam se movimentar mais e melhor.


DESFECHO

Foi a eleição mais democrática que se tem notícia sobre a escolha do 5° Constitucional. Rafael Horn fez um gol olímpico internacional. No EUA, país mais democrático do mundo, a escolha se dá no mesmo viés aplicado. O presidente da OAB merece um reconhecimento forte pelo magnífico feito alcançado.


POLITIZAÇÃO

Só não existe no cemitério. Em tudo há mecânica de construção política. Ela está presente e, sem a força disso, fragiliza-se. Não se encontra uma só trilha que não haja articulação de interesse. A riqueza e a pobreza passam por esta carta. Se o 5° Constitucional não tiver o tabuleiro, então para que serve a escolha?


DEMOCRACIA

Nestes tempos de tolos atacando esta força de convivência, colocando sua natureza no jugo de um tirano, o que mais se busca é seu fortalecimento. Quando o direito é atacado na espinha, o horizonte amanhece no terror. Não existe liberdade sem o controle democrático do Poder.


EXEMPLO

Para cérebros ocos que esqueceram o que significa democracia, não é a liberdade de conceder que a acéfala Sara Winter, aquela aberração bolsonarista, afronte o Judiciário com foguetório sobre o STF. No mais perfeito sistema vivido pelo homem, pode-se muito, mas não tudo.


MAIS

Amantes da tirania, que atacam o modelo de escolha inovador, impresso pela transparência da OAB de SC na questão do 5° Constitucional, deixaram-se corroer pela estupidez que, ao contrário, os anos de vida vão se dissolvendo. A lógica, nem precisa ler Sócrates, não o jogador do Corinthians, é ganhar sabedoria com o tempo.


BLÁ

Os roedores voltaram na tese de que respiradores comprados no calor da loucura inicial da pandemia, foram superfaturados e que Carlos Moisés e seus comandados devem dar explicações à sociedade. Recomenda-se elixir paregórico para expulsar seus males intestinais e deixar SC fluir.



Alesc - Outubro - Mobile
Floripa - Um novo amanhã - Mobile
Essenciais de Verão
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro