Close Menu

Busque por Palavra Chave

MDB no calor da Serra; Moisés só produz; Jorginho aguerrido pró Bolsonaro; Jay Nicaretta avança; Julio Garcia respeitado; Fernanda e Ronei Danielli juntos

Por: Marcos Schettini
05/07/2021 10:04 - Atualizado em 05/07/2021 10:41
Divulgação

A altura de Fernanda e Ronei Danielli

Filhos de Anelsi Danielli, ex-prefeito de Vargeão, assumem um projeto profissional respeitoso que, cheio de desapego por parte de ambos, mergulham na advocacia. Fernanda por declinar da vida pública, lugar que teria tudo para construir um futuro. Foi secretária de Governo de Gigante Buligon com sua feminilidade particular e, nesta função, deixou os melhores rastros de nobreza moral e pulso forte. Ronei por abrir mão do cargo de desembargador, jovem ainda, inclusive com carreira demonstrada para, ao lado da irmã, edificar uma banca das mais modernas em tecnologia e beleza em Chapecó. O serviço que prestou à magistratura, ampliou seu nome no Estado e em Brasília. Agora desafia-se. Se o 5° Constitucional deu-lhe a experiência no TJ, ao sair, sua coragem segue na mesma busca e, neste caso, ganha a OAB.


TRILHA

MDB foi para o garimpo no final de semana e, da mesma forma, o PSD na semana passada. O Progressistas está amarrado na candidatura de Joares Ponticelli e tem dificuldade de escancarar o espaço para Carlos Moisés. Três siglas que podem abrir espaço ao governador.


DESTINO

O último a falar qual o partido que deverá tomar destino, é o próprio governador. Ele tem máquina, instrumento e um coletivo de quadros ao seu favor para desenhar uma reeleição. Qual partido não quer Carlos Moisés como candidato à reeleição com os cofres explodindo de recursos?


DESENHO

Se o governo de Jair Bolsonaro amolecer, todos ao seu redor vivem igual consequência. Neste caso, o único nome certo e casado com o presidente da República é Jorginho Mello. Se o chefe da nação derreter, ele liquidifica junto.


DESMORALIZADOS

Dos deputados federais do PSL, o único com respeito mantido, é Coronel Armando. O parlamentar, até por ser das fileiras do Exército, tem tido performance de honrar o que construiu ao longo de sua carreira. O restante é um leque de patéticas demonstrações de nada.


TRAGÉDIA

Uma delas é Caroline De Toni. A deputada federal não tem uma grandeza a mostrar que possa merecer o respeito do eleitorado. Ela foi a aposta de Zé Tessari, aquele patético empresário que cruzou a linha da prudência em favor do ódio em 2018. Bonitinha, porém ordinária, está ameaçada por Jayana Nicaretta.


ELA

Jay Nicaretta não somente tem simpatia, representatividade e história, com DNA na vida política. Foi vereadora e secretária Nacional da Juventude. Corretamente saiu das bases de Caroline De Toni e está sendo jogada na disputa a federal do lado de Altair Silva. Motivada e engajada em 2022.


FAKE

Narcizo Parisotto também joga em direção a 2022. O deputado Jair Miotto tem grande respeito pelo amigo e líder da Igreja do Evangelho Quadrangular a qual inclina total fidelidade e com o PSC unido. Fora desta lógica, é fraude.


MOVIMENTO

Jair Miotto é um quadro jovem, com grandeza moral e base consolidada dentro da Igreja Quadrangular, também admirado pelo governador Carlos Moisés. Sua fidelidade é na direção de Narcizo Parisotto, seu melhor amigo, a qual entregou a decisão sobre o futuro em 2022.


OCUPAÇÃO

Pilar Sabino, economista e funcionária da Celesc, assumiu posição importante como diretora de Planejamento, Controle e Compliance na estatal. A reluzente madeixa que coroa sua beleza, soma-se à competência que exprime. É a porção feminina dominando onde precisa.


FORA

Embora as discussões sobre a disputa pela presidência do Progressistas tenham ganho altura em SC, o partido no cenário nacional não tem levado como prioridade. No RS, a disputa pelo controle do diretório estadual, fragilizou-se. Não é só no antigo PDS. O MDB vive igual cansaço diante de temas atuais.


ELE

Décio Lima intensificou as movimentações dentro do PT. O ex-deputado federal tem dados do tamanho do desgosto do eleitor em relação a 2018 e injeta na militância e nos deputados, as mexidas para manter o ânimo. Observa que a loucura da eleição passada, passou.


AMADURECIMENTO

Rodrigo Coelho ainda observa se vai, de fato, seguir rumo ao Podemos. O deputado federal sabe que precisa acertar na mosca para consolidar sua trajetória de sucesso político em Brasília. É um dos grandes nomes da região Norte e força política de Joinville.


BARULHO

Mário Hildebrandt utiliza todas as brechas políticas para dar luz à gestão que imprime em Blumenau. Se consolida para, inclusive, colocar seu nome para governador ou compor de vice. Mas olha o passado em Napoleão Bernardes que, mesmo forte, escorregou no tempo.


ENTÃO

Fabrício Oliveira, Mário Hildebrandt, Clésio Salvaro, João Rodrigues, Joares Ponticelli e Gean Loureiro, olham com muita vontade o terreno eleitoral do ano que vem, com nomes e densidade eleitoral. Se não olharem 2022 com o respeito necessário, se perdem no calendário eleitoral futuro.


LIDERANÇA

Julio Garcia é um valente quadro político de SC com leque de apoio em todas as regiões. E seu nome fortalece para o pleito de 2022 na mesma lógica em que construiu o respeito junto aos partidos. Impressiona a altura que seu nome alcança em todas as frentes. É único.


ACELERADO

Juliano Campos e Claudio Vignatti jogam ping-pong no projeto político de 2022 dentro do histórico que ambos construíram ao longo da vida pública. O PSB amplia sua força na eleição elegendo quadros rumo à Alesc e Brasília. Inclusive Israel Rocha.



Alesc - Outubro - Mobile
Floripa - Um novo amanhã - Mobile
Essenciais de Verão
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro