Close Menu

Busque por Palavra Chave

A luta de classes

Por: LÊ NOTÍCIAS
30/06/2017 09:04

A presidente do Sindicato dos Servidores Públicos, rebateu, e com razão, o editorial que este LÊ NOTÍCIAS escrevera na edição passada, mas esqueceu-se de colocar o que fora principal no texto deste jornal que, em tese, defendeu os trabalhadores como foi, sempre, o que o editorialista exerceu ao longo de sua vida profissional.

Mais que apenas palavras, é preciso atos inteligentes e, de fato, faltou à direção sindical que, sabe-se, de defesa dos interesses dos trabalhadores, não há dúvida que assim o exerce, mas novamente, pela linha errada.

Não se faz politização sem argumentos. O PSD ou Lírio Dagort, pouco importa dentro do contexto. Até porque o PT e a CUT, dois grandiosos seguimentos do proletariado internacional, é carente de líderes locais e, justamente por isso, não consegue chegar ao poder devido à fraqueza de argumentos à exceção de alguns quadros.

Eleições se passam e o partido arde em agonia porque, as bandeiras em defesa dos interesses dos trabalhadores, são, observa-se, sufocadas pela patética formação de quadros. Por isso que o PMDB e PSD, além de seus aliados de interesses, estão sempre no comando municipal e, os representantes do sindicalismo, servem-nos. Inclusive calados. A defesa do socialismo é oco neste meio porque, pobres em argumentos de classe, são evidentemente engolidos. À toa não é a evidente representação.

O é, e sempre foi, porta-voz do interesse de classe do operariado internacional e, por ser assim, segue só em uma luta incansável pela emancipação plena dos trabalhadores ao lado de seus reconhecidos tolos.


Covidômetro - Florianópolis
IPTU São José - 2021
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro