Close Menu

Busque por Palavra Chave

Guarujá - SP - Mobile

MDB de Chapecó com os melhores; PSD não sabe o que quer; Raimundo Colombo atrapalha Napoleão; Carlos Moisés artilheiro

Por: Marcos Schettini
08/07/2021 12:02 - Atualizado em 08/07/2021 13:29
Secom

O marido de Késia no jogo

Carlos Moisés é um novo homem. Seus opositores podem não reconhecer, mas sua nova forma de trabalhar vai ganhando altura. Se ele, com Erário da Silva de bolso cheio, não disputar a reeleição, é porque não aprendeu que política chama. Ele sabe que vai ter que falar sobre o dinheiro dos respiradores, com quase metade recuperada mas, no final, ninguém vai poder lhe chamar de ladrão ou quadrilheiro, até porque não é. Cometeu um erro naquele terrorismo louco de início da pandemia, procurando saídas para proteger o cidadão e adquirir o máximo de respiradores dentro de um desespero que atingiu a todos. Mas o governador não é bandido. Ao contrário disso, tem excelentes intenções. Pode não agradar aos desagradáveis, mas tem limpeza moral, honra e honestidade. Pode até não gostar dele, mas não mancha seu nome. A máquina que está sendo construída ao seu redor, põe sua presença no debate sucessório com motor McLaren. Vão ter que falar bem mais da sua vida que, necessariamente, da gestão que realiza.


FRAQUÍSSIMO

Dois vereadores de Chapecó estão reclamando do MDB local que estariam sendo boicotados na ida de Antídio Lunelli na cidade ao não terem convidado ambos para reunião realizada. Deles, apenas Derli Maier, por ser ulyssista histórico, teria algo a reclamar. O outro, Neuri Mantelli, nunca foi MDB.


CAMPEÃO

Neuri Mantelli já trocou tantas vezes de sigla que nem ele sabe qual é sua identidade partidária. O MDB de Chapecó tem dois grandes quadros para disputar a eleição estadual e federal. Cleiton Fossá, advogado e segundo lugar na disputa de 2020, e Leandro Sorgato, empresário e promessa de renovação.


RENOVAÇÃO

Leandro Sorgato e Cleiton Fossá são quadros de altura e tem o respeito estadual pelo trabalho que realizam em favor do partido. A choradeira interna é um recado de oportunismo barato. MDB não ganha eleição em Chapecó porque é atrasado, fora do debate e, mais, a salvação está em ambos.


RODADA

Antídio Lunelli está mergulhado no projeto de disputar o Governo de SC e procura os parceiros para isso. Está defendendo as prévias em uma demonstração de força desenhada por Carlinhos Chiodini. O MDB de Chapecó tem dívida com ele e Celso Maldaner que arrumaram aquela bagunça.


HISTÓRICO

Os ulyssistas não ganham a eleição em Chapecó desde Ledônio Migliorini. Sempre foi uma sigla forte, mas perdida em sintonia e projeto de poder. Com Leandro Sorgato e Cleiton Fossá começam a encontrar a saída para um jogo significativo. O restante é piada de salão.


ELE

Celso Maldaner é um quadro inteligente e com poder de construção. Um vencedor nas urnas e com seu modo de atuação certeiro. Sabe trilhar a rota e já provou competência política. Vai estar na majoritária porque vê sucesso no cenário. O partido, depois que ele assumiu a presidência, é um míssil.


FRAQUÍSSIMO

O PSD é outra sigla que caiu da mudança em SC. Não sabe o que quer e a linha a seguir. Embora todos os esforços de Milton Hobus, um quadro de excelência, está iludido da eleição em 2022. Napoleão Bernardes é o futuro e tem Raimundo Colombo atrapalhando.


MAIS

Raimundo Colombo até tem corrido muito para buscar 2022, mas é para lugar nenhum. O ex-governador não diz se quer disputar o Governo, Senado, Câmara ou Alesc. Quando não fala a direção, joga contra Napoleão que se esforça, muito mesmo, para construir a disputa.


NADA

Se Raimundo Colombo não diz que Napoleão Bernardes é seu candidato a governador, então joga contra esta intenção. A liderança do ex-governador é importante para desenhar a rota. Atrapalhar o ex-prefeito de Blumenau é tirar o PSD do foco.


REAL

Colombo não fala quem é seu nome para presidente da República e silencia, muito, sobre Jair Bolsonaro. Não fala sobre o preço dos combustíveis, arroz, feijão e carne. Antes de ser governador, escreveu o livro “Povo tem rosto, nome e endereço” contando sua vida de lutas e buscas. Precisa ler.


LINHA

O PSD vive suas agonias desde a desastrosa eleição de 2018 que socou, goela abaixo, uma coligação equivocada e desorientada. Raimundo Colombo recebeu Gilberto Kassab em Lages e escutou dele as palavras de que, todo o processo daquela disputa, passava por sua orientação.


TARDE

O lageano não bateu de frente com aqueles equívocos, escorregou no Senado e o partido passa fome. Não fosse a luz de Julio Garcia, mão forte e orientadora, o PSD estaria fora do protagonismo há tempos. Napoleão Bernardes, um herói, anda muito, mostra vontade e, ao lado de Antídio Lunelli, são o novo em 2022.



Segurança Pública - Estelionato - Mobile
Alesc - Outubro - Mobile
Fiesc Outubro - Mobile
Zagonel - Outubro - Mobile
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro