Close Menu

Busque por Palavra Chave

Vieses e consensos | A Reforma da Previdência de SC tem a cara de Moisés

Por: Ralf Zimmer Junior
20/07/2021 15:09 - Atualizado em 20/07/2021 15:11
Secom

A reforma da previdência de Santa Catarina, proposta na Alesc pelo governador Moisés, naturalmente diz tudo sobre o bombeiro aposentado com cinquenta e poucos anos de idade ganhando aproximadamente 27 mil por mês, sem dizer no aumento recente que parece a caminho.

Com uma mão, busca beneficiar naturalmente aos seus colegas de farda que, sem dúvida, merecem toda a valorização e respeito, mas não se aposentar antes dos reles mortais porquanto sua atividade seja perigosa.

Ora, para compensar a atividade perigosa há um instituto, que se não usado, deveria sê-lo chamado Adicional de Periculosidade para aqueles que na ativa estejam em concreto risco, e não para aposentar o andar de cima com promoções ao coronelismo, o que só ocorre, bom que se diga, na Polícia Militar, e não na Civil.

Ora, somente policiais militares enfrentam a criminalidade, os civis enfrentam o quê?

De outro lado, buscam taxar assalariados na casa do mínimo, claro, a “reforma é para todos, precisamos enxugar o Estado”.

Engraçado né governador, anda circulando informações que somente em 2020 concedestes 7,5 bilhões de reais (maior que o fundo eleitoral nacional de 6 bi, outra vergonha) de “incentivo” via “renúncia de receitas” e a projeção para ano que vem, o ano eleitoral, é de renúncias na casa de 14 bilhões de reais.

Mas vai ver que a culpa é do médio empresário que não ganhou isenção alguma, se viu obrigado a fechar estabelecimento na pandemia por medidas do coronel, digo governador, e teve que entrar na fila da esmola nacional de R$ 300,00 (trezentos reais)?

Ou vai ver que a culpa é do servidor, civil claro, que tem que trabalhar 35 anos, e ainda que se aposente com salário mínimo, deve continuar a contribuir?

Evidente, uma mídia recheada de verbas publicitárias “faxz coisa” como diz o “manezinho”.

Bem, Santa Catarina continua sendo terra literalmente de Coronel, e quem não for lamba os beiços e para de reclamar, afinal tudo vai bem em Nárnia “sob nova direção” após “ajustes republicanos” em processos de “impeachment”, né não?

E o PT que não reclame, votou contra cinco desembargadores, juízes de carreira, para manter esse governo que está aí!


Alesc - Outubro - Mobile
Floripa - Um novo amanhã - Mobile
Essenciais de Verão
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro