Close Menu

Busque por Palavra Chave

Guarujá - SP - Mobile

A festa dentro do Progressistas; Esperidião fica forte; Fernando Krelling alinha; Jaraguá do Sul 145 anos; João Doria entre serpentes

Por: Marcos Schettini
23/07/2021 11:28 - Atualizado em 23/07/2021 11:33
Governo do Estado de São Paulo

Não existe liberdade sem o controle democrático do Poder

O ovo da serpente quase pronto. Não há como evitar que o ser, em seu interior, naturalmente, não force para quebrar a casca. Se foi gerado, é porque seria assim. O Progressistas assume o controle da Casa Civil para fazer acontecer na melhor maneira. O centrão é um parasita. Ele ocupa o espaço, suga toda a energia e abandona o hospedeiro quando observa nele a fraqueza. Poderia, neste caso, manter conectado na veia, tirando todo o sangue disponível, mas pula quando vê que tem o suficiente para, no intervalo da mudança, garantir que fique vivo até a próxima fonte. Se Lula da Silva mantiver o jogo, vão nesta direção sem qualquer escrúpulo. A motivação de João Doria é neste sentido. Enquanto tiver voz, vai enfrentar as najas. Defende a democracia em ataque permanente e mostra o rosto. Se o governador de São Paulo pegar o balanço, torna-se opção. Seu companheiro do RS, vendo o sistema eletrônico eleitoral sendo atacado, se mantém em silêncio. A única vez que Eduardo Leite abriu a boca foi para falar o que todos já sabiam.


BOA

Jair Bolsonaro vestindo a roupa que tirou. Ao afirmar que sempre foi do centrão, mergulha em tudo o que está neste lamaçal. A compra deste ingresso vale para ver os bolsonaristas aplaudindo de pé, elogiando. Para limpar o vômito que expeliram, já treinam a língua.


ABDUZIDO

Aquela turma marchando em direção ao moedor, como no clipe do magnífico Pink Floyd, não tem preço. Eles alinham-se e, dopados, vão em direção ao próprio abate em uma inédita e espetacular morte coletiva. É a magia de desquebrar os ovos e escondê-lo novamente na cloaca.


BACANA

Esperidião Amin volta forte. Embora tenha dado palavra ao prefeito de Tubarão de que ele seria seu candidato a governador, como Jair Bolsonaro deve ir para o Progressistas, vai exigir que o marido de Angela Amin, em meio ao mandato, faça este doloroso sacrifício.


AVALIAÇÃO

Jorginho Mello acordou. Neste cavalo-de-pau de Jair Bolsonaro voltando de onde nunca saiu, o senador soube que o presidente não ama ninguém e, por isso, vai perceber-se usado. Pela defesa feita na CPI, o Planalto já deveria ter dito que o presidente do PL é seu candidato em SC.


FRIO

Jair Bolsonaro ama seus filhos e para por aí. Toda a movimentação que faz, é para proteger a prole que, sabe-se, faz inveja aos concorrentes do meio. Jorginho é só um entre outros que, mais adiante, vai redescobrir a roda. O que ocorre sempre foi normal. Se fosse tudo ao contrário, seria espantoso.


ÓTIMO

Bacana é ver os deputados do discurso idiota, assumindo-se como. Deles, o melhor de todos, é aquela aberração de Criciúma. O deputado Daniel Freitas abrindo um champagne Veuve Clicquot aos amigos do centrão e fazendo um coração com as mãos.


ESPIRRO

Caroline De Toni foi chacota em um evento no Oeste e, em uma emissora de Concórdia, o jornalista Lúcio Mauro Nedel cobrou da parlamentar que teria feito quase 6 mil votos na cidade e nunca, nunca mesmo, apareceu por lá. Pior, nem uma emenda. Melhor que não compareça.


ELE

Quem não teve uma votação merecida foi Coronel Armando. O deputado federal passou por Concórdia, despido de ódio, e entregou emenda ao prefeito Rogério Pacheco em uma demonstração de respeito republicano. Já Caroline De Toni, continua passeando e brincando de ser deputada federal.


ALTURA

Orvino Coelho de Ávila, prefeito de São José, é um quadro discreto, reservado em dignidade, mas atuante e visionário. Hoje, como um quadro inteligente, vai estar com Jorge Bornhausen. O ex-governador de SC é fonte interminável de elegância e raciocínio. Quem entra, sai melhor.


RUPTURA

Fernando Krelling deu uma guinada no MDB de Joinville e vai na linha bairrista do partido. O deputado joga o curral no colo de Antídio Lunelli que, no domingo próximo, vai fazer a maior festa dos 145 anos de Jaraguá do Sul. A terra da Coroa se soma à nascente da WEG de olho no assento de Carlos Moisés.


ASSINATURA

Toda a movimentação do MDB do Norte tem o desenho de Carlinhos Chiodini. O deputado federal joga forte no projeto político do prefeito de Jaraguá porque sabe que amanhã será sua vez. Age com Antídio da mesma força que Valdir Cobalchini em relação a Celso Maldaner.


AFINAÇÃO

Fernando Krelling assumiu o gabinete de Carlinhos Chiodini na Alesc nesta costura do deputado federal. Krelling é um deputado afinado e com um futuro brilhante dentro do cenário. Além da seriedade que marca sua demonstrada juventude.


VÁCUO

Joinville abraça Jaraguá porque está geograficamente inclusa. Se Dona Francisca perdeu o trono eleitoral em 2022, a cidade da WEG cobre o espaço. O processo político que elegeu o atual prefeito de Joinville, jogou a cidade da princesa para fora do debate sucessório.


CAPITALIZOU

Rodrigo Coelho pulou para cima no conceito político de Joinville. O deputado federal acertou ao não votar a favor do Fundo Eleitoral que destruiu a imagem dos que ignoraram a realidade brasileira. O deputado federal virou excelência e alcança o patamar de respeito de todas as siglas.


REAL

Na eleição de 2022, Rodrigo Coelho tem uma consolidada candidatura à reeleição de deputado federal, mas um forte coletivo insiste para que dispute a Alesc para ficar mais presente em Joinville e ajudar na construção de 2024 para prefeito. Ele resiste a este jogo político, mas está cercado neste projeto.




Segurança Pública - Estelionato - Mobile
Alesc - Outubro - Mobile
Fiesc Outubro - Mobile
Zagonel - Outubro - Mobile
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro