Close Menu

Busque por Palavra Chave

A sinfonia Governo e Alesc; A força Moisés, Eron e Nadal; Peninha mexe; Vivian forte na Adepol; IMA muda SC; Chiodini no debate nacional

Por: Marcos Schettini
06/08/2021 10:13 - Atualizado em 06/08/2021 10:26
Divulgação

A democracia na UTI sai viva

A PEC, Proposta de Emenda à Constituição, em discussão e tramitação no Congresso, tem pautas importantes de modificação em várias frentes que vão influir diretamente no processo eleitoral do ano que vem. Delas, a garantia de vitória de todos os mais votados. O que, em tese, é o correto. Tem quem defenda que a proporcionalidade deve prevalecer, por exemplo, Valdir Colatto (MDB) fez 71,5 mil votos, Ana Paula Lima (PT) fez 76,3 mil e, quem entrou foi o deputado do Novo, Gilson Marques, com 27,4 mil votos. Se o voto impresso foi derrubado ontem na Comissão da Câmara, é prova de que o Sistema Eletrônico de votação, é perfeito. A troca da data de posse, do dia 1° de janeiro para dia 5, tira a aflição de movimentar os eleitos de não viverem a virada do ano no atropelo. Os deputados federais, Carlos Chiodini, Baleia Rossi e Isnaldo Bulhões, vice, presidente e líder da bancada do MDB na Câmara, respectivamente, discutiram decisões a serem tomadas e, também, a volta das coligações. O que quer dizer que, ameaças ou não, o país vai atropelar o terror.


COMPLETO

Carlos Moisés garantiu, com a votação da última quarta-feira, demonstração plena de força e sintonia total com a Alesc. O secretário da Casa Civil, Eron Giordani, maestro do golaço na aprovação da Previdência, com alterações mínimas, foi o credor.


CREDIBILIDADE

Com a base na Alesc demonstradamente firme, quem assina esta coesão são os esforços das pessoas do presidente do Legislativo, Casa Civil e instituições paralelas como a Fiesc. Mauro de Nadal e Eron Giordani, parlamento e governo, casaram vozes.


SINTONIA

Como este Satélite havia dito, sabia-se que o governador tinha votos suficientes para fazer a Previdência passar, praticamente, com o texto original. A harmonia entre governo e Alesc ganha continuidade. A reforma é a mais dura prova de uma gestão, agora, dominante.


REFLEXOS

Vai ter aquele que quer raciocinar afirmando que a chamada coesão forte do pagamento ao redor do governador, não tem nada a ver com 2022. Papai Noel existe e janta com o Coelho da Páscoa. Se tudo que foi mostrado não é a eleição, então é fantasia.


FANTASIA

Deputado com assento, quer voltar em 2022. O governador, atento aos aliados, abraça e beija o coração dos parceiros com a força deste desejo. Por isso, esta história de Papai Noel e Coelho da Páscoa comendo um pata negra no Box 32, é bobagem.


CONSIGNADO

Quem está ao lado, tem atenção na altura desta demonstração. Isso quer dizer que, Carlos Moisés, via Eron Giordani, responde à medida. Quem é de Deus, vai para o céu, do adversário dele, o inferno. A salvação do impeachment rege nesta lógica.


PARTIDOS

Eles estão afinados ao redor do governador. Também há quem vá dizer que não é nada disso. Na festa, é a regra política, só fica do lado de fora quem não é chamado. Se não são os que buscaram enterrar Carlos Moisés, então jogam juntos.


MEXIDA

Rogério Peninha Mendonça levanta a bandeira para revogar a lei que impede construção ao longo dos rios. Quer que a decisão seja municipal de modo individual para que não impeça o desenvolvimento e não derrube o que já foi construído. Se passar, o deputado sai consagrado.


MORAL

Daniel Vinicius Netto, atual presidente do Instituto do Meio Ambiente de SC, foi aplaudido de pé em Caçador pelo empresariado local. Foi uma grande indicação que Carlos Moisés carimbou ao setor. O rapaz é consciente em defesa da ecologia, mas é um destravador dentro da lei.


RESPOSTA

Ao levar Daniel Vinicius Netto para falar aos empresários, Valdir Cobalchini capitalizou. O setor é burocrático, lento e atrasado. O deputado, igualmente aplaudido em Caçador pela Acic, Associação Comercial e Industrial, deu um rasante. O presidente do IMA já destravou R$ 10 bi em investimentos em um total de R$ 40 bilhões represados.


RESPEITO

Por ter visão e capacidade de velocidade, Daniel Vinicius Netto, que é engenheiro, se comunica bem, fala o necessário e tem uma assessoria positiva que o acompanha, derrubando muros. Nunca, em nenhum momento, o IMA esteve tão encaminhado no interesse de SC.


PERSONALIDADE

A presidente da Adepol mostrou liderança ao fazer chamamento de mobilização em favor da categoria. A delegada Vivian Garcia Selig jogou na altura e, na frente da Alesc, reuniu todo o coletivo de base. As passeatas mostraram coesão e voz única.


DEBATE

Todas as forças de interesse foram visitar os deputados. Desde o Judiciário, liderado pelo desembargador João Henrique Blasi, que já foi deputado estadual e tem forte liderança na Alesc. Sua presença na Casa, onde exerceu liderança, enriqueceu todos.


TAMBÉM

Zeca Farenzena, do Sindifisco, foi curvado à discussão em defesa da categoria que preside. Ao passar pelos gabinetes, conferiu sua altura de educação e valores de conhecimento. Todas as mexidas no texto original da previdência, contou com os olhos da diretoria.


PREPARAÇÃO

Diogo Pítsica está em SP acompanhando a saúde de sua mãe, mas já recebeu a informação de que vai assumir a Câmara de Direito Público no TJ. O novo desembargador deverá tomar posse na próxima semana com expectativa de recepção forte pelos novos colegas.



Alesc - Outubro - Mobile
Floripa - Um novo amanhã - Mobile
Essenciais de Verão
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro