Close Menu

Busque por Palavra Chave

Investimentos Criciúma

II JURIS CELER

Seminário da Celer trouxe temas atuais a alunos e comunidade externa

Em dois momentos, participantes foram instigados a refletir sobre o contexto social do Direito

Por: Janquieli Ceruti
14/10/2016 10:19
Silvano Ghisi palestrou aos alunos no primeiro dia do Juris Celer (Foto: Arquivo da professora Malu Mello) Silvano Ghisi palestrou aos alunos no primeiro dia do Juris Celer (Foto: Arquivo da professora Malu Mello)

O II Juris Celer foi, mais uma vez, sucesso de público no auditório da Celer Faculdades, em Xaxim. Na segunda-feira (10), o mestre Silvano Ghisi trouxe a palestra “O Novo Código de Processo Civil e suas implicações nas demandas judiciais de consumo”. Já ontem (13), o professor doutorando Paulo Henrique Teston dialogou sobre “A faceta do outro na ciência jurídica: uma [des] construção”. Nos dois dias, estudantes do curso de Direito, dos demais cursos da faculdade e também a comunidade externa teve a oportunidade de inteirar-se sobre os temas, que estão presentes no cotidiano social.

Paulo Henrique Teston expôs que a escolha do assunto se deu em prol “de um Direito mais vivo, pois de nada adianta um legislador ou mesmo um juiz saber mais sobre determinado assunto se ele tiver os mesmos olhos sobre aquelas questões. Talvez o juiz já tenha decorado todos os artigos das leis e execute tudo no automático, o que não está certo, tendo em vista que cada caso é um caso e é preciso ser analisado cuidadosamente. É preciso desconstruir”.

Para o mestre Silvano Ghisi, a participação no II Juris Celer foi uma grande oportunidade, por conhecer a instituição e também por dialogar um pouco no meio acadêmico sobre um tema tão atual e de importância prática como é o Novo Código de Processo Civil. “A escolha do tema, juntando as mudanças trazidas pelo novo código processual com as demandas de consumo foi motivada pela percepção de que as ações judiciais que envolvem consumidores são cada vez mais frequentes e há necessidade de buscar uma afinidade entre as regras de direito material do Código de Defesa do Consumidor e as previsões do Novo Código de Processo Civil”, destaca.

Conforme Ghisi, a palestra contou inicialmente com uma exposição das razões e necessidades de se ter um novo Código de Processo Civil - que aprovado em março/2015 vigora desde o dia 18 de março deste ano - passou pela demonstração das alterações pontuais mais relevantes em relação à participação das partes no processo e alguns novos institutos; e ao fim apresentou uma vinculação entre as invocações deste novo código processual com regras e institutos do Código de Defesa do Consumidor, apresentando uma visão sobre as compatibilidades entre os dois códigos.

“A participação do público foi excelente, com auditório cheio e bastante atento. Enfim, um momento bastante produtivo. Tanto a palestra, quanto o evento Juris Celer têm extrema relevância para a comunidade acadêmica e externa, pois leva conhecimento especializado, permitindo o diálogo e troca de ideias, e no campo profissional, notadamente em relação aos acadêmicos que se preparam para em breve ingressarem no mercado de trabalho, fornece subsídios especiais para as situações e problemas jurídicos que enfrentarão e precisarão propor soluções”, conclui Ghisi.


Outras Notícias
Alesc - Julho
Investimentos Criciúma
Fiesc Setembro
Blumenau pronta para crescer
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro