Close Menu

Busque por Palavra Chave

Comissão de Saúde da Alesc debate Outubro Rosa e desafios da prevenção

Por: LÊ NOTÍCIAS
21/10/2021 10:31 - Atualizado em 21/10/2021 10:32
Agência AL Arte da campanha Outubro Rosa 2021, de autoria do artista Luciano Martins Arte da campanha Outubro Rosa 2021, de autoria do artista Luciano Martins

“A vida é agora”. Esse é o slogan da campanha Outubro Rosa de 2021. A frase manifesta o sentimento de mulheres que têm pressa. De mulheres que querem viver. E que têm 95% de chance de cura quando o diagnóstico e o tratamento do câncer de mama são feitos precocemente.

O assunto foi debatido durante a reunião da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa, promovida por videoconferência na manhã desta quarta-feira (20), com a participação da coordenadora da campanha, Jurema Ramos dos Santos, por proposição do presidente do colegiado, deputado Neodi Saretta (PT).

Conforme Jurema, que é diretora da organização Amor e União Contra o Câncer (Amucc), 3.370 novos casos de câncer de mama já foram registrados em 2021. Somente em Florianópolis foram 330. Mesmo existindo leis que asseguram a rápida realização do diagnóstico e do tratamento, 30% dos exames de mamografia estão represados no estado. A coordenadora do movimento estimou ainda que 1 milhão de exames deixaram de ser feitos durante a pandemia. “A principal dificuldade é o acesso”, resumiu Jurema, referindo-se tanto aos exames quanto aos medicamentos.

O Outubro Rosa surgiu a partir da constatação de que as campanhas de conscientização são essenciais. Como resultado concreto, Jurema destacou a amplitude do movimento, que coloca o assunto em evidência e aumenta o índice de procura por exames preventivos durante o mês. Além de atuar na divulgação da importância do autocuidado, o movimento promove ações de solidariedade e viabiliza a arrecadação de recursos para realização de exames por mulheres que não tiveram acesso. As ações deste ano também incluem a arrecadação de itens de higiene e limpeza, evento esportivo e leilão.

No campo político, a Amucc atua pelo aprimoramento da legislação e pelo acesso das pacientes aos medicamentos. “Nosso grande sonho é ter um centro de apoio com todos os serviços para acolher as pessoas que vêm ao Cepon e não têm onde ficar”, contou Jurema.

COMO AJUDAR
Em Florianópolis, lenços e itens de higiene pessoal estão sendo coletados no Floripa Shopping e serão repassados a pacientes do Centro de Pesquisas Oncológicas (Cepon) e do Hospital Infantil Joana de Gusmão. No piso L2 do shopping está funcionado a Loja Solidária, que vende a camiseta oficial da campanha e outros produtos para arrecadar fundos, os quais também podem ser adquiridos pela loja online da Amucc.

DEPUTADOS APROVAM DOIS PROJETOS
No início da reunião da Comissão de Saúde, os deputados analisaram os projetos previstos na pauta do colegiado e aprovaram o PL 284/2019, de autoria do deputado Valdir Cobalchini (MDB), que dispõe sobre a celebração de convênios entre os hospitais filantrópicos e o governo do Estado, com relatório do deputado Neodi Saretta. O autor esclareceu que a proposta surgiu por provocação da Secretaria de Estado da Saúde, diante da dificuldade de efetuar repasse de recursos a alguns hospitais filantrópicos. “O projeto pretende facilitar o repasse a todos os hospitais, seja da política hospitalar ou, eventualmente, de convênios”, frisou Cobalchini.

Também foi aprovado o PL 171/2021, de autoria do deputado Ricardo Alba (PSL), que institui no calendário de datas e festividades do estado o "Março Borgonha", mês de conscientização sobre o mieloma múltiplo.


Outras Notícias
Alesc - Outubro - Mobile
Floripa - Um novo amanhã - Mobile
Essenciais de Verão
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro