Close Menu

Busque por Palavra Chave

Investimentos Criciúma

TRADICIONALISMO

Cavaleiros passam por Xaxim rumo a Florianópolis para comemorar o centenário de Chapecó

Por: Vitória Schettini
27/07/2017 17:20 - Atualizado em 27/07/2017 18:57
Cavaleiros passaram por Xaxim por volta das 14h desta quinta-feira (Foto: Axe Schettini/LÊ) Cavaleiros passaram por Xaxim por volta das 14h desta quinta-feira (Foto: Axe Schettini/LÊ)

Por Vitória Schettini

Cruzar todo o Estado catarinense para festejar os 100 anos de Chapecó, que serão comemorados dia 25 de agosto. Essa é a aventura vivida pelos cavaleiros Auri Casalli, de 50 anos, e João Sebastião Baptista, de 84 anos, que iniciaram hoje (27), por volta das 9h30 da manhã, a jornada entre Chapecó e Florianópolis. Na companhia deles, estão os cavalos Aragano e Pacato, a égua Gina e o burro Garoto.

Com anos de experiência na cavalaria, Auri e João já foram companheiros em viagens, como em 2014, quando saíram também de Chapecó e cavalgaram até Montevidéu, no Uruguai. Na ocasião, eles foram recebidos pelo então presidente José Mujica.

O trajeto começou na Capital do Oeste e serão cerca de 25 dias cavalgando até a capital. Para auxiliá-los na jornada, há um caminhão com mantimentos, uma cozinha desmontável e os objetos para descanso. “Durante a travessia, pretendemos passar em escolas, CTGs e chácaras para contarmos um pouco da história de Chapecó”, ressalta o empresário Casalli. Para o professor aposentado João Sebastião Baptista, é uma honra estar em companhia com amigos cavaleiros e os amados cavalos, que sempre o acompanham nas viagens. “Cultivo a cultura gaúcha desde pequeno e gosto muito de viajar dessa maneira, é gratificante”, relata Baptista.

A travessia entre Chapecó e Xanxerê foi realizada através de estradas secundárias, ou seja, pelo interior, e entre Xanxerê e o município de Bom Retiro, eles irão pela BR-282. Lá, serão recebidos por dezenas de outros cavalarianos que compartilham a mesma paixão pela cultura gaúcha e partirão por meio de uma estrada, por medidas de segurança, que foi a primeira que ligou a Serra Catarinense a Florianópolis. De acordo com a dupla de cavaleiros, estão confirmadas pessoas de Chapecó, Pinhalzinho, Xanxerê e Lages, que também apreciam o tradicionalismo gaúcho.

Auri e Sebastião vieram até Xaxim acompanhados dos cavaleiros Júlio Cézar Parnoff, de 54 anos, Genor Ansolin, de 57 anos e Myllar Doren Ansolin, de 14 anos, que vivem a tradição gaúcha e revivem um pouco da época em que o Oeste foi desbravado. Segundo eles, durante aquela época, o único meio de transporte utilizado pelos tropeiros era o cavalo, que transportava as famílias e os primeiros moradores.

Com uma sessão marcada para o dia 22 de agosto na Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Alesc), os viajantes querem levar à capital a importância do cavalo, que progrediu para que Chapecó se tornasse um município próspero, com um povo trabalhador, uma indústria forte e com um grande potencial econômico e histórico. A viagem foi planejada há 60 dias, mas há apenas 30 dias eles receberam a aprovação no requerimento, por meio da Comissão de Cultura e Educação da Alesc.

Na sessão marcada, quando os deputados estaduais abrirão espaço para que os cavaleiros tenham a oportunidade de utilizar a tribuna, eles contarão um pouco sobre a história de Chapecó e sobre a locomoção até a capital. “Para nós aqui do Oeste não é novidade a história de bravura dos colonizadores, no entanto, os florianopolitanos não a conhecem e queremos mostrá-la a eles”, finaliza Auri.


Outras Notícias
Alesc - Julho
Investimentos Criciúma
Fiesc Setembro
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro