Close Menu

Busque por Palavra Chave

Bolsomito... Acho que não!

Por: Gustavo de Miranda
02/08/2017 10:00

Sério. Ainda não consigo compreender se realmente há um motivo relevante e coerente com a realidade nessa onda de apoiar o Bolsonaro para presidente além de rebeldia adolescente revisitada, xingamento e armas de fogo.

Tentei com muitos amigos e conhecidos que se manifestaram a favor, mas nenhum deles me apresentou um raciocínio lógico ou uma boa justificativa que me fizesse reconsiderar, então, eu digo o seguinte: as pessoas gostam do Bolsonaro e passam a apoiá-lo porque ele xinga as pessoas que elas gostariam de xingar, então se sentem vingadas. Só isso.

É isso mesmo, não existe motivo relevante ou convincente, só revanchismo. Vejamos: Bolsonaro não tem experiência administrativa (que é diferente da legislativa) que justifique afirmar que tem competência ou mesmo preparo suficiente pra tocar o mais alto cargo do Executivo com sobriedade; sua eleição depende de uma coligação ou um partido grande e forte, ou corre o risco de não ter governabilidade por não dispor de base aliada nem pra aprovar a lei de orçamento, aí, ou vai viver de veto ou vai ter que parir outro mensalão; rédea curta com bandido e direitos humanos, bem, sem apoio no Congresso como você acha que ele pode aprovar qualquer plano na estrutura jurídica criminal ou suprimir a participação dos Direitos Humanos?; aliás, sem apoio, vai ter que governar por decreto, aí você vai descobrir o significado de “inconstitucionalissimamente”; no cenário internacional, o comportamento dele é sui generis demais pra ser levado a sério, vai ser tão enfadonho quanto o finado Hugo Chaves, que tomou um “cala a boca” do Rei da Espanha enquanto tentava pregar moral de cueca contra o primeiro ministro daquele país e virou piada na internet; nessa história de posse e porte de arma para o cidadão de bem, primeiro, tem que aprender a diferença entre posse e porte, depois, defina “cidadão de bem”; ele é conservador, o que, aliado ao seu temperamento, denuncia inaptidão à adaptabilidade necessária ao governante diante da mutabilidade dos contextos sociais, o cara tem o pensamento de pedra e provavelmente vai dar muito espaço a parlamentares e partidos de base religiosa, minando a laicidade do estado. E isso tudo é pouco ainda do que já pude argumentar.

Entretanto, no quesito honestidade não posso contestar, uma vez que nessa época de malha fina e língua nos dentes, não houve nenhum fato desabonador, mesmo não sendo o único incólume, mas isso certamente contribuirá para a limpeza na classe política começada pela Lava Jato.

Vou ser xingado por isso, mas afirmo que esse sujeito anda em evidência porque é polêmico, boçal e fala o que quem pensa pouco gosta de ouvir, não porque tem algo a oferecer ou seja a solução da crise no país, pois não sei se vocês perceberam, mas é isso que importa, não o seu “direito” de ter uma arma que você não tem nem dinheiro nem condições psicológicas pra ter.


Covidômetro - Florianópolis
IPTU São José - 2021
Governo do Estado - Juntos somos mais fortes
Prefeitura de Palhoça - IPTU
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro