Close Menu

Busque por Palavra Chave

Cifra Econômica | Bancos, inflação e preços da gasolina

Por: Daniel Ribeiro
18/10/2016 11:47 - Atualizado em 08/07/2020 10:55

Banco do Brasil e Caixa com juros mais altos

Bancos públicos foram na contramão da concorrência e ajustaram gradualmente o juro cobrado dos clientes nos últimos meses. O movimento foi suficiente para mudar radicalmente o ranking do crédito do Banco Central. Se no passado recente Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal operavam os juros mais baixos, agora as duas instituições já cobram algumas das maiores taxas. Entre os cinco grandes, o BB tem o maior juro no financiamento de veículos e a Caixa opera o segundo maior no crédito rotativo do cartão de crédito.

Após o estouro da crise em 2008, bancos estatais foram protagonistas quando os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff incentivaram o consumo via queda de juros. O plano, porém, mudou. No ano passado - ainda no governo Dilma - os dois bancos federais começaram a elevar lentamente os juros em reação à subida da taxa Selic e diante de necessidade de melhorar a estrutura de capital, como revelou o jornal O Estado de S. Paulo.

Inflação para 2016 e 2017

O mercado financeiro previu uma trajetória de menor inflação neste ano e em 2017, além de um "encolhimento" maior do Produto Interno Bruto (PIB) em 2016.

As expectativas foram coletadas pelo Banco Central na semana passada e divulgadas na segunda-feira (17), por meio do relatório de mercado, também conhecido como Focus. Mais de 100 instituições financeiras foram ouvidas.

A estimativa do mercado para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deste ano recuou de 7,04% para 7,01% na semana passada. Foi a quinta queda seguida do indicador. Mesmo assim, permanece acima do teto de 6,5% do sistema de metas e bem distante do objetivo central de 4,5% fixado para 2016.

Para 2017, a estimativa do mercado financeiro para a inflação recuou de 5,06% para 5,04%, informou o BC. Deste modo, permanece abaixo do teto de 6% – fixado para 2017 – mas ainda longe do objetivo central de 4,5% para o IPCA no período.

Preços de gasolina

O efeito da redução do preço da gasolina e diesel nas refinarias da Petrobras não foi notado nesta segunda-feira (17) pelos consumidores em boa parte dos postos de combustíveis no país.

A Petrobras anunciou na sexta-feira (14) a redução do preço do diesel em 2,7% e da gasolina em 3,2% nas refinarias. Esses preços entraram em vigor a partir da zero hora de sábado (15).

Apesar da previsão inicial de que postos do país começariam a repassar, a partir da segunda-feira (17) a redução do preço da gasolina e do diesel anunciada pela Petrobras, sindicatos do setor afirmam que em Santa Catarina a mudança não deve ser sentida na gasolina pelo consumidor, pelo aumento do valor do etanol pela entressafra da cana de açúcar.


Covidômetro - Florianópolis - Maio
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro