Close Menu

Busque por Palavra Chave

Policias civis de Maravilha concluem inquérito sobre cão morto a marteladas

Por: LÊ NOTÍCIAS
24/06/2022 20:46 - Atualizado em 24/06/2022 20:48
Polícia Civil de Maravilha Cão foi morto cruelmente por dois homens no último sábado (18) Cão foi morto cruelmente por dois homens no último sábado (18)

A Polícia Civil de Maravilha concluiu a investigação sobre a morte de um cachorro em Maravilha e indiciou três pessoas por maus-tratos aos animais.

RELEMBRE O CASO

No último sábado (18), a Polícia Militar atendeu uma ocorrência de maus-tratos aos animais em Maravilha, ocasião em que prendeu um homem de 47 anos em flagrante, que matou um cachorro com golpes de enxada e picareta.

Na oportunidade, o preso relatou aos policiais militares que, juntamente com outra pessoa, haviam sido contratados por um empresário para matar o cachorro e que cada um receberia R$ 10,00 pelo serviço.

O homem de 47 anos foi encaminhado ao plantão da Polícia Civil, ocasião em que foi autuado em flagrante e encaminhado para a Unidade Prisional Avançada de Maravilha, tendo conseguido a liberdade na audiência de custódia.

INVESTIGAÇÕES

A Polícia Civil continuou as investigações e identificou a outra pessoa que cometeu o crime, bem como o empresário mandante do crime.

O coautor do crime, um homem de 25 anos, foi interrogado e confessou o crime, enquanto o empresário de 54 anos fez uso do seu direito constitucional de permanecer em silêncio.

As investigações demonstraram que o cachorro pertencia ao empresário, o qual contratou as pessoas para matar e enterrar o animal que estaria velho e com um tumor.

A eventual doença do cachorro não foi comprovada, tendo o laudo veterinário atestado que o animal apresentava lesões pelo corpo, principalmente na cabeça e pescoço, causando hemorragia e hematomas que causaram sua morte.

As três pessoas investigadas foram indiciadas pelo crime de maus-tratos aos animais, previsto no parágrafo 1º-A do artigo 32 da Lei 9605/98, com aumento de pena do § 2º e caso sejam condenados, poderão ter uma pena superior a cinco anos de reclusão, em razão da morte do animal.


Outras Notícias
OktoberFest
CORAÇÃO DE SC
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro