Close Menu

Busque por Palavra Chave

Em jogo histórico, Barcelona vence com holofotes voltados à Chape

Por: LÊ NOTÍCIAS
07/08/2017 17:41
Chape festeja sobreviventes, e Barça cumpre papel em festa no Camp Nou (Foto: Josep LAGO / AFP) Chape festeja sobreviventes, e Barça cumpre papel em festa no Camp Nou (Foto: Josep LAGO / AFP)

Muito mais que um jogo de futebol, a partida entre Barcelona e Chapecoense nesta segunda-feira foi uma celebração. Celebração da volta de Alan Ruschell aos gramados. Celebração da vida e da recuperação dos sobreviventes Neto e Follmann. Celebração do renascimento da Chapecoense. E também — por que não? — uma celebração da memória dos que se foram no acidente aéreo em Medellín, em novembro passado.

Desde bem antes de a bola rolar, o tom emotivo era perceptível no Camp Nou. Em seus discursos, Iniesta e o novo técnico do Barcelona, Ernesto Valverde, destacaram a importância e a alegria em receber o time catarinense. Em um gesto simbólico, Folmann e Neto foram os responsáveis pelo pontapé inicial da partida. Chegaram e saíram sob aplausos de milhares de torcedores. Inesquecível, sem dúvida.

Quando a bola rolou para valer, os olhos se voltaram para Alan Ruschell. Como é de sua característica, lutou e correu o quanto pôde. Foram 35 minutos de muita entrega, tentando marcar as subidas do lateral direito do Barça. E, na saída para dar lugar a Penilla, mais uma chuva de aplausos das arquibancadas. Não dava para esperar menos.

Em relação ao futebol, o Verdão foi valente. Mesmo com uma marcação aguerrida, não pôde segurar o toque de bola envolvente dos blaugranos. Marcar Messi, Suárez e Iniesta é mesmo uma missão ingrata. Quando a zaga ainda não tinha se recuperado, eles apareciam tabelando mais uma vez.

A tônica do jogo foi essa. Com um nervosismo evidente, a bola queimava nos pés dos jogadores da Chape. Trocar mais de cinco passes era praticamente um ato heróico. Diante do bombardeio quase constante, um nome do Verdão se destacou. O goleiro Elias evitou muitos gols do time da casa. Defendeu chutes de Messi e Suáerz cara a cara. Jogadas para gravar em DVD.

Do lado do Barça, não foi preciso forçar: os gols saiam naturalmente. Messi e Suárez deixaram os seus, para a alegria da torcida. Mesmo sem Neymar, é um time que continua a encantar.

Achou que íamos esquecer do resultado? 5 a 0 para o time da casa. Mas quem se importa? Na memória dos que estiveram em Barcelona, com certeza isso é a última coisa que eles vão lembrar.

Com informações do Diário Catarinense


Outras Notícias
Covidômetro - Florianópolis
IPTU São José - 2021
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro