Close Menu

Busque por Palavra Chave

Investimentos Criciúma

A Bandeira perdida

Por: LÊ NOTÍCIAS
14/08/2017 10:05 - Atualizado em 14/08/2017 10:07

A atual Câmara de Vereadores, completamente alheia à própria existência, não se faz demonstrada civicamente em frente sua própria Casa de trabalho. Lá, onde os legisladores estão para legislar e fiscalizar, está longe de se perceber como tal.

Há meses, provavelmente desde fevereiro, portanto há mais de seis meses, não se vê a bandeira do município tremulando, muito menos o mastro que lhe daria a altura respeitável. A falta de percepção, em coisas simples, mostra o quanto se está longe de ter direcionamentos capazes de atrair a sociedade para o que realmente é importante.

Se o próprio Legislativo municipal ignora a Bandeira, marca de um povo, defesas de seus ideais, o que esperar deles mesmos que, sem argumentos, perante suas próprias famílias, não dão o exemplo de civilidade, sentimento de amor ao próprio chão?

O decreto de luto pela perda do Frei Afonso, passou despercebido pela Câmara que não participou neste gesto de tristeza devido à ausência do mastro e da Bandeira. Se a Mesa não observa coisas simples, quem dirá as mais ousadas, desafios grandes que Xaxim necessita.

Ficam discutindo o sexo dos anjos, com lotes de oposição a ideais ultrapassados, patéticos que em nada contribuem com o desenvolvimento do cidadão, bem maiores do que eles.

A municipalidade está atrasada, há anos, com oposicionismos de grupos que, apenas por seus interesses, grosseiros possa-se afirmar, sem que nenhum dos membros, não apenas nesta Legislatura, mas também em outras, tenha oferecido um debate de altura com a sociedade. Sempre os mesmos temas de Segurança que não avança devido à firme demonstração de fraqueza. Assuntos particulares são, sabem-se, as bandeiras subliminares que buscam para si mesmo.

A Bandeira de Xaxim é sair do sufoco em que se encontra pelo aperto econômico que vive, justificado pelo desastroso governo passado e a força natural de Xanxerê e Chapecó em seus calcanhares, impedindo de dar passos grandes. A Bandeira sumiu como, também, sumiram as responsabilidades de cada um.


Alesc - Julho
Investimentos Criciúma
Fiesc Setembro
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro