Close Menu

Busque por Palavra Chave

Ciro Gomes realiza agenda em Chapecó na próxima semana

Por: LÊ NOTÍCIAS
18/08/2017 18:24 - Atualizado em 18/08/2017 18:31
Presidenciável Ciro Gomes estará em Chapecó na terça-feira (22) Presidenciável Ciro Gomes estará em Chapecó na terça-feira (22)

O pré-candidato a Presidência da República, Ciro Gomes (PDT) estará em Chapecó na próxima terça-feira (22), onde vai conceder entrevista a imprensa, conversar com líderes empresariais no Centro Empresarial Chapecó e realizar uma palestra na Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS).


Agenda:

13h45 - Chegada Aeroporto de Chapecó

14:00 Entrevista Coletiva no Auditório da Prefeitura (imprensa)

End.Av.Getúluio Vargas, 9575

16h40 - Debate com Líderes Empresariais do CEC (Centro Empresarial Chapecó)
Local: Auditório do Cesec - End.Av.Getúlio Vargas, 1748N

19h30 Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS)

Local: Auditório da Universidade Federal da Fronteira Sul
Campus Chapecó - End.Rod.SC 484 km 02, Fronteira Sul


Quem é?

Iniciou a carreira política no PDS, sucessor da Aliança Renovadora Nacional, a Arena, partido que dava sustentação à Ditadura Militar Brasileira. Em 1980, a agremiação passou a se chamar PDS, partido pelo qual disputou seu primeiro pleito, tendo se filiado ao partido poucos meses antes, elegendo-se deputado estadual em 1982. Ciro afirmou anos depois que sua filiação ao PDS se deu por ocasião da eleição daquele ano por que o PMDB não tinha votação expressiva para que ele fosse eleito para o mesmo, tanto que entrou para o PMDB logo após eleito.

Em 1983, trocou de partido, passando para o PMDB, partido pelo qual reelegeu-se deputado estadual em 1986. Em 1988, co-fundou, ao lado de políticos como Mário Covas e Tasso Jereissati, o PSDB. Foi eleito, neste mesmo ano, prefeito de Fortaleza.

Na eleição presidencial de 1989, apoiou no primeiro turno Mário Covas, candidato de seu partido, e Lula no segundo turno.

Em 1990, foi eleito governador do Ceará, vencendo Paulo Lustosa. Foi o primeiro governador a ser eleito pelo PSDB e tornou-se o segundo mais jovem governador do país na época, já que em 1962 aos vinte e nove anos, o Governador do Estado do Amazonas - Gilberto Mestrinho de Medeiros Raposo, tomou posse dias após completar trinta anos de idade. Ficou no posto entre 1991 e 1994, e foi na época o governador mais bem avaliado do Brasil segundo as sucessivas pesquisas do Datafolha.

Como governador, reduziu em 32% a taxa de mortalidade infantil no Ceará e seu programa de saúde recebeu o prêmio do Unicef, entregue em Nova Iorque. Deixou o cargo para assumir o Ministério da Fazenda em 6 de setembro daquele ano, a convite do então presidente Itamar Franco. Sucedeu, nesta ocasião, Rubens Ricupero, flagrado confidenciando ao jornalista Carlos Monforte que havia problemas no Plano Real no instante em que a Rede Globo estava se preparando para colocar no ar um programa jornalístico (no episódio conhecido como escândalo da parabólica).

Foi membro do PSDB até 1996, quando filiou-se ao recém-criado PPS (do antigo Partido Comunista Brasileiro, presidido por Roberto Freire - fundado em 19 de março de 1992) para concorrer à Presidência da República em 1998. Foi o terceiro mais votado com 7 426 190 de votos, ficando atrás de Fernando Henrique Cardoso e Luís Inácio Lula da Silva. Em 2002, disputou novamente eleições presidenciais pelo PPS, e terminou o pleito em quarto lugar com 10 170 882 de votos, atrás de Lula, José Serra e Anthony Garotinho. No segundo turno, apoiou Lula. Nessa campanha, afirmou que havia combatido a ditadura militar.

Em março de 2006, Ciro renunciou ao cargo de Ministro da Integração Nacional para concorrer à Câmara dos Deputados pelo estado do Ceará. A candidatura ocorreu devido à chamada "cláusula de barreiras" que minava partidos políticos que não tivessem pelo menos 5% de votos em âmbito nacional. Assim, Ciro quis "salvar" o PSB da degola política e se candidatou, pois sabia que teria ampla votação. Caso contrário, ele estaria na disputa pelo governo do Ceará ou como candidato a vice-presidente na chapa com Luiz Inácio Lula da Silva. Foi eleito o deputado federal proporcionalmente mais votado do Brasil com mais de 16,19% dos votos. Seu irmão, Cid Gomes, foi eleito governador do Ceará no mesmo ano.


Outras Notícias
Fecam
OktoberFest
CORAÇÃO DE SC
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro