Close Menu

Busque por Palavra Chave

FÁCEIS E PERIGOSAS

Compras pela internet: comodidade acoberta fraudes

Mais do que os preços, segurança deve chamar atenção no comércio online
Por: Janquieli Ceruti
14/09/2016 11:00 - Atualizado em 30/09/2016 16:11
Acessíveis nos celulares e computadores, sites de compra e venda caíram no gosto dos internautas Acessíveis nos celulares e computadores, sites de compra e venda caíram no gosto dos internautas

As compras pela internet tornam-se mais comuns a cada dia. Através de sites, consumidores compram itens de vestuário, perfumaria e de escritório, entre tantos outros artigos novos e usados. Com a popularização dos sites de compra e venda, é possível adquirir até alimentos frescos, flores naturais e animais pela internet. Mas, diferente da loja física, onde o consumidor pode averiguar o item de perto e levá-lo para casa instantaneamente, nas lojas virtuais existe a insegurança quanto à veracidade das informações, além de com a origem e qualidade do produto. Por outro lado, compras pela internet são atrativas por conta dos preços que, em muitos casos, estão muito abaixo dos oferecidos em lojas físicas. Porém, a advogada xaxinense Daiane Balbinot, que já atuou junto ao Serviço de Proteção ao Consumidor (Procon) de Xaxim, alerta para que os consumidores não se deixem levar somente pelo preço convidativo, mas que avaliem outros quesitos antes de finalizar a compra.

A advogada, que atua nas áreas cível e previdenciária, destaca que preços bem abaixo dos valores de mercado é indicativo de fraude. Também explica que ao efetivar a compra é importante observar e ler a “descrição do produto”, além de analisar a procedência do site. Daiane expõe que a loja passa a ser mais confiável quando, além das vendas online, ela possui estrutura física. “É fundamental que o consumidor verifique se existe registro da empresa no site do Cadastro Nacional de Pessoas Jurídica (CNPJ). A consulta deve ser realizada no site da Receita Federal - www.receita.fazenda.gov.br. Basta o consumidor inserir o número do CNPJ da empresa e realizar a consulta do comprovante de inscrição e situação cadastral. Na referida consulta, o consumidor deve verificar a situação cadastral da empresa (ativa ou inativa), bem como o endereço físico e eletrônico. Após realizar a consulta no site da Receita Federal o internauta deve confrontar para verificar se os dados inseridos no site conferem”.

Daiane destaca que antes de digitar dados pessoais em páginas, os consumidores devem prestar atenção nos dados cadastrais da empresa, tais como o endereço físico e eletrônico; o CNPJ; os telefones para contato; verificar se o site possui Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC); e se possui canal para avaliação do atendimento. Por falar nisso, a advogada esclarece que a opinião de outros consumidores é um dos principais itens a se avaliar antes de finalizar a compra. “No link de opinião dos consumidores é que o internauta vai encontrar informações acerca da procedência da empresa, bem como informações e dados acerca da efetiva entrega dos produtos, prazo de entrega etc.”.

VISUAL ATRAENTE

A advogada salienta que o visual do site é o cartão de visita dele. Assim, o item também deve ser levado em consideração. Ainda segundo ela, outro ponto a ser analisado é a escrita e a gramática. “É essencial verificar nos anúncios do site os erros de português. Neste caso o consumidor já deve desconfiar, pois é um indicativo de fraude”.

ONDE PROCURAR AJUDA

Se for lesado em compras pela internet, Daiane orienta que o consumidor procure imediatamente o Procon e registre a reclamação acerca do problema apresentado no produto. “Outra forma do consumidor buscar ajuda é o site www.consumidor.gov.br no qual o consumidor pode fazer o registro de suas reclamações e as empresas tem o prazo de 10 dias para analisar e responder”. O cliente também pode utilizar o SAC ou o canal de reclamações através do 0800 da empresa. “Todavia, sempre que o consumidor registrar suas reclamações nesses aplicativos deve solicitar o número do ‘protocolo’, uma vez que ele é o comprovante do registro da reclamação”.


Outras Notícias
Covidômetro - Florianópolis
IPTU São José - 2021
Governo do Estado - Juntos somos mais fortes
Prefeitura de Palhoça - IPTU
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro