Close Menu

Busque por Palavra Chave

R$ 10 milhões economizados em Xaxim para fazer o quê?

Por: LÊ NOTÍCIAS
30/08/2017 09:37

Os dois líderes municipais, prefeito e vice, chefes da equipe liderada pelo secretário de Administração, tem mesmo o que comemorar para apresentar, nestes quase oito meses de governo, a economia de 10 milhões de reais que deverão ser utilizados para dar impulso à municipalidade que, sabe-se, está enterrada em dívidas e irresponsabilidades herdadas dos últimos governos.

Não é fácil governar em uma prefeitura que está em crise de credibilidade, cofres quebrados e inchaço funcional feito na calada da noite. As atitudes do governo passado, refletidas atualmente, deixaram marcas na história municipal.

Na Saúde, a ex-secretária que dirigia a Pasta, atual vereadora, todos os tipos de desmandos e irresponsabilidades que, sabe-se, marcou a perda de dinheiro público com remédios vencidos como se fossem banana que se encontra na esquina, na quitanda. Falta de planejamento e orientação aos pacientes e uma greve que marcou esta área justamente pela perseguição que ali foi marcada.

Na Educação, não menos semelhante à sua hoje companheira de bancada, viu-se aluguéis de sala que custou forte para a municipalidade e que, além de outros questionamentos pendentes, foi eficiente apenas em sua liderança pessoal, cujo efeito, levou-o à Câmara de Vereadores.

Estradas esburacadas, jogadas ao descaso, falta de respeito com o agricultor que, sem poder pedir para ninguém, viu-se jogada ao Deus dará. Máquinas destruídas, pneus desaparecidos como o Gasparzinho e desmandos atrás de desmandos.

Na administração, o caos não foi apenas pela indiferença que marcou o prefeito e o secretário, mas o controle total do Chefe do Governo que não mantinha reunião com seus colaboradores muito menos tomava conhecimento da real situação da prefeitura.

Agora, bem diferente, todos se reúnem, o quadro é conhecido diariamente e tem-se rumos a serem tomados. A vereadora foi para a Tribuna falar da compra de um celular que o prefeito havia adquirido. Buscou argumento onde não tem para justificar sua altura diante do que ela e seus parceiros do governo passado proporcionaram à sociedade.

Não justifica o preço do celular, mas pior que esta compra, é a dívida herdada que foi um tapa na cara do cidadão, deixando Xaxim submersa durante quatro anos daquele governo.

Espera-se que Lírio Dagort, Adriano Bortolanza e Geverson Giacomelli deem o destino correto para tirar Xaxim do atoleiro em que se enfiou, com uma gestão eficiente, de investimentos, injetando recursos do Estado e da União para apontar o rumo.

Agora se tem dinheiro para fazer o que deve ser feito. Muito, pelo que se sabe, já tomou rumo certo, agora é manter o pique e dar ao contribuinte a resposta de sua fé depositada.

Há muito o que fazer, mas tem tempo para isso. O estrago no passado foi grande, mas a equipe de agora aponta, pela economia feita, que sabe fazer e seguir no melhor caminho.


Covidômetro - Florianópolis
IPTU São José - 2021
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro