Close Menu

Busque por Palavra Chave

Guarujá - SP - Mobile

Cifra Econômica | Auxílio-doença, dados contábeis e fraudes

Por: Daniel Ribeiro
20/10/2016 11:17 - Atualizado em 08/07/2020 11:00

Suspensão de auxílio-doença

Após cancelar 8.442 benefícios de auxílios-doença a partir de um levantamento do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário informou na terça-feira (18) que deve economizar R$ 139 milhões anualmente com a medida. Segundo a pasta, os benefícios foram cancelados por irregularidades na concessão.

O número representa 77,49% das perícias de revisão efetuadas até o dia 15 de outubro. Além do corte, outros 500 beneficiários foram encaminhados para reabilitação profissional e mais de mil benefícios foram transformados em aposentadoria por invalidez. O Programa de Revisão dos Benefícios por Incapacidade reavalia auxílios-doença concedidos há mais tempo a segurados com idade menor.

De acordo com INSS, até o momento 79.494 beneficiários do auxílio-doença foram comunicados por meio de carta, o que corresponde a 52,88% do total previsto para os dois lotes, com pessoas até 39 anos e de 40 a 45 anos de idade. O envio das cartas segue critérios de disponibilidade de agendamento nas unidades do INSS de cada município. Até o momento, 3.237 pessoas tiveram o benefício suspenso porque perderam o prazo - de cinco dias – para marcar a revisão.

Dados contábeis

A maior utilização de sistemas informatizados para o lançamento de dados contábeis facilitou o armazenamento com a diminuição do uso de papel. Outra vantagem da digitalização de documentos foi a que ela deu agilidade aos processos. Contudo, o armazenamento de informações no próprio computador, em HDs externos, pendrives ou seu compartilhamento com outras máquinas e até em alguns serviços na nuvem, se tornou um prato cheio para criminosos cibernéticos.

Esses hackers agem bloqueando o acesso aos dados e exigindo um resgate, normalmente mediante pagamento em reais, dólares ou em bitcoins (moedas digitais) para que a empresa ou pessoa física tenha seus arquivos recuperados. Para acessar, os criminosos utilizam o método ransomware, um tipo de malware que restringe o acesso ao sistema de arquivos infectados. O termo em inglês serve para denominar a prática de extorsão digital realizada por hackers que invadem o sistema a fim de impossibilitar o acesso às informações.

Fraudes na cobrança e na execução de dívidas

Pela Portaria Conjunta nº 1.525, publicada hoje no DOU, o Secretário da Receita Federal e o Procurador-Geral da Fazenda Nacional criam Grupos de Atuação Especial no Combate à Fraude à Cobrança Administrativa e à Execução Fiscal (GAEFIS), compostos por representantes da Receita Federal e da PGFN, com atribuição para identificar, prevenir e reprimir fraudes fiscais que ponham em risco a recuperação de créditos tributários constituídos e em cobrança administrativa ou inscritos em Dívida Ativa da União (DAU).


Alesc - Outubro - Mobile
Fiesc Outubro - Mobile
Zagonel - Outubro - Mobile
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro