Close Menu

Busque por Palavra Chave

Transparência Criciúma

Égua morre em Xanxerê após ser amarrada próxima a enxame de abelhas

Por: LÊ NOTÍCIAS
04/09/2017 16:58 - Atualizado em 04/09/2017 17:22

Ainda no domingo (03), moradores do bairro Vila Sésamo, em Xanxerê, acionaram o Corpo de Bombeiros após um cavalo ser atacado por abelhas.

Segundo vizinhos, o equino sofria maus tratos e havia sido amarrado próximo ao enxame que o atacou.

Os bombeiros espantaram os insetos e acionaram um médico veterinário. Os próprios moradores compraram medicamentos para o profissional tratar o animal.


Em um relato feito através do Facebook, Edilene Balen, que esteve envolvida na tentativa em salvar a égua, lamentou a morte do equino na tarde desta segunda-feira (04).

Foi feito absolutamente tudo o que poderia ter sido feito. Mais de 12 horas sem intervalo tentando salvar a vida dela, mas infelizmente ela não resistiu à gravidade do ataque que sofreu. Este caso aconteceu ontem (domingo) no bairro Vila Sésamo, onde uma égua foi atacada por abelhas. Bombeiros, polícia militar, vizinhos, voluntários do grupo bem estar animal, veterinários, todos fizeram o que puderam. Recebeu os primeiros atendimentos ali mesmo na rua, ficou das 16h às 20h aos cuidados do Dr. Henrique que não mediu esforços para salvar o animal. A PM esteve acompanhado o resgate e também desempenhou papel importante. Os vizinhos foram anjos que não deixaram ela um só minuto, e auxiliaram aos que estavam atendendo fornecendo água, café e lanche. Os bombeiros prontamente atenderam o chamado e conseguiram livrar ela do ataque. Após alguns contatos tentando ajuda, o Hospital Veterinário da Unoesc se prontificou a atender o caso. O problema é que não conseguíamos meio de transporte pra levá-la até lá. Por volta das 20h o Dr. Arnaldo Lovatel chegou para auxiliar. Mas não conseguimos colocar ela na carretinha. Que dramática a situação. E o caso dela só se agravava porque toda vez que ela levantava, logo caía e por muitas vezes bateu forte a cabeça no chão. Eu vi de perto a tentativa desesperada do Dr. Henrique e alguns vizinhos pra evitar essas pancada. Mas o animal estava sofrendo muitos espasmos, e a força que tem é incontrolável. Chamei então o Dr. Scherlon Severo para nos auxiliar, e por fim, somando força de todos que estavam ali, deu certo. Deixamos ela aos cuidados do Hospital veterinário Unoesc eram 22h10. Os dois veterinários, Scherlon e Henrique ficaram até as 4h da madrugada lá junto com a equipe da Unoesc. Mas infelizmente hoje à tarde ela não resistiu e veio a óbito”


Outras Notícias
Transparência Criciúma 2
Anúncio Radial 2
Palhoça Parques
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro