Close Menu

Busque por Palavra Chave

Investimentos Criciúma

Conquista

Produção do Curso de Jornalismo da Unochapecó ganha prêmio nacional

Por: LÊ NOTÍCIAS
12/09/2017 21:16 - Atualizado em 12/09/2017 21:17
As estudantes já haviam conquistado o Prêmio Expocom Sul deste ano (Foto: Arquivo Pessoal) As estudantes já haviam conquistado o Prêmio Expocom Sul deste ano (Foto: Arquivo Pessoal)

'Orgulho', esta é a palavra que define a conquista do prêmio Expocom para a estudante do curso de Jornalismo da Unochapecó, Amanda Ferronato. O roteiro do documentário 'Acampamento Marcelino Chiarello: a terra que alimenta a resistência', produzido por Amanda e seus colegas, Angélica Dezem, Darlei Luan Lottermann, Jaqueline Dutra Kornfüehrer, Maria Joana Weber Giareton e Marina Folle Schielke, orientado pela professora Ilka Goldschmidt, foi premiado na Exposição de Pesquisa Experimental em Comunicação (Expocom), durante o Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (Intercom).

Realizado entre os dias 4 e 9 de setembro, na Universidade Positivo, em Curitiba, o Expocom premia os melhores trabalhos experimentais produzidos por estudantes de graduação das áreas da comunicação. Na edição deste ano, 305 trabalhos concorreram ao prêmio Expocom nas modalidades: Cinema e Audiovisual; Relações Públicas e Comunicação Organizacional; Rádio, TV e Internet; Jornalismo; Publicidade e Propaganda; e, Produção Transdisciplinar. Os estudantes de Jornalismo foram premiados na modalidade Cinema e Audiovisual, na categoria roteiro de não ficção.

O roteiro do documentário retrata a construção do acampamento Marcelino Chiarello, localizado entre os municípios catarinenses de Xanxerê e Faxinal dos Guedes. O trabalho revela um pouco da vida de personagens que contribuem para a história do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) na região Oeste de Santa Catarina, considerada o berço do MST no Estado. Na opinião de Amanda, ter um trabalho escolhido como o melhor do Brasil na sua categoria é realizador e corajoso. "Sempre acreditamos em nosso trabalho, tanto na produção quanto no tema que escolhemos", finaliza.

Já a estudante Angélica Dezem afirma que a conquista vai ao encontro da proposta do trabalho. "Horizontalizar e potencializar os espaços de debate a respeito dos movimentos sociais e da importância da Reforma Agrária no país", explica. De acordo com Angélica, o prêmio possibilitou fomentar a discussão e desmistificar, mesmo que parcialmente, alguns estereótipos que foram construídos ao longo dos anos pela mídia tradicional.


Trabalho premiado

Produzido entre novembro e dezembro de 2016, o documentário teve sua semente plantada em 2015, a partir da visitação e vivência dos acampamentos e assentamentos da região Oeste. Com o objetivo de produzir um documentário que evidenciasse o cunho crítico e social que tem o jornalismo, nasceu o 'Acampamento Marcelino Chiarello: a terra que alimenta a resistência' como um trabalho avaliativo da disciplina de Telejornalismo III, ministrada pela professora Ilka Goldschmidt.

Para Ilka, o projeto do documentário 'Acampamento Marcelino Chiarello', que é o roteiro de não ficção, é o resultado de muita pesquisa, de um trabalho de responsabilidade social. "Os estudantes estavam determinados a produzir um documentário que fizesse a diferença, que contribuísse para a história, que trouxesse conhecimento e não se contentaram em 'cumprir tabela' para receber a avaliação na disciplina", expõe a professora.

Ilka explica que o prêmio Expocom veio coroar um trabalho que vai muito além da academia. "Extrapola a sala de aula, no melhor sentido da palavra Universidade". A professora reforça que ganhar o prêmio nacional é um reconhecimento do trabalho feito pelo curso de Jornalismo da Unochapecó. "Estamos no caminho da qualificação profissional, nossos estudantes demonstraram isso e o resultado contribui para projetar o curso positivamente no cenário nacional", finaliza.

Após ser premiado como melhor roteiro de não-ficção tanto no Expocom Sul 2017, quanto no Expocom Nacional 2017, o próximo passo, conforme a estudante Angélica, é disseminar a iniciativa em parceria com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação (SINTE-Regional de Chapecó). "Vamos distribuir 120 cópias do documentário em escolas, e, em espaços públicos de todo Estado, para continuar criando espaços de debate", esclarece Angélica.


Outras Notícias
Alesc - Julho
Investimentos Criciúma
Fiesc Setembro
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro