Lê Notícias - Região - Produção do Curso de Jornalismo da Unochapecó...
Close Menu

Busque por Palavra Chave

Sebrae

Conquista

Produção do Curso de Jornalismo da Unochapecó ganha prêmio nacional

Por: LÊ NOTÍCIAS
12/09/2017 21:16 - Atualizado em 12/09/2017 21:17
As estudantes já haviam conquistado o Prêmio Expocom Sul deste ano (Foto: Arquivo Pessoal) As estudantes já haviam conquistado o Prêmio Expocom Sul deste ano (Foto: Arquivo Pessoal)

'Orgulho', esta é a palavra que define a conquista do prêmio Expocom para a estudante do curso de Jornalismo da Unochapecó, Amanda Ferronato. O roteiro do documentário 'Acampamento Marcelino Chiarello: a terra que alimenta a resistência', produzido por Amanda e seus colegas, Angélica Dezem, Darlei Luan Lottermann, Jaqueline Dutra Kornfüehrer, Maria Joana Weber Giareton e Marina Folle Schielke, orientado pela professora Ilka Goldschmidt, foi premiado na Exposição de Pesquisa Experimental em Comunicação (Expocom), durante o Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (Intercom).

Realizado entre os dias 4 e 9 de setembro, na Universidade Positivo, em Curitiba, o Expocom premia os melhores trabalhos experimentais produzidos por estudantes de graduação das áreas da comunicação. Na edição deste ano, 305 trabalhos concorreram ao prêmio Expocom nas modalidades: Cinema e Audiovisual; Relações Públicas e Comunicação Organizacional; Rádio, TV e Internet; Jornalismo; Publicidade e Propaganda; e, Produção Transdisciplinar. Os estudantes de Jornalismo foram premiados na modalidade Cinema e Audiovisual, na categoria roteiro de não ficção.

O roteiro do documentário retrata a construção do acampamento Marcelino Chiarello, localizado entre os municípios catarinenses de Xanxerê e Faxinal dos Guedes. O trabalho revela um pouco da vida de personagens que contribuem para a história do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) na região Oeste de Santa Catarina, considerada o berço do MST no Estado. Na opinião de Amanda, ter um trabalho escolhido como o melhor do Brasil na sua categoria é realizador e corajoso. "Sempre acreditamos em nosso trabalho, tanto na produção quanto no tema que escolhemos", finaliza.

Já a estudante Angélica Dezem afirma que a conquista vai ao encontro da proposta do trabalho. "Horizontalizar e potencializar os espaços de debate a respeito dos movimentos sociais e da importância da Reforma Agrária no país", explica. De acordo com Angélica, o prêmio possibilitou fomentar a discussão e desmistificar, mesmo que parcialmente, alguns estereótipos que foram construídos ao longo dos anos pela mídia tradicional.


Trabalho premiado

Produzido entre novembro e dezembro de 2016, o documentário teve sua semente plantada em 2015, a partir da visitação e vivência dos acampamentos e assentamentos da região Oeste. Com o objetivo de produzir um documentário que evidenciasse o cunho crítico e social que tem o jornalismo, nasceu o 'Acampamento Marcelino Chiarello: a terra que alimenta a resistência' como um trabalho avaliativo da disciplina de Telejornalismo III, ministrada pela professora Ilka Goldschmidt.

Para Ilka, o projeto do documentário 'Acampamento Marcelino Chiarello', que é o roteiro de não ficção, é o resultado de muita pesquisa, de um trabalho de responsabilidade social. "Os estudantes estavam determinados a produzir um documentário que fizesse a diferença, que contribuísse para a história, que trouxesse conhecimento e não se contentaram em 'cumprir tabela' para receber a avaliação na disciplina", expõe a professora.

Ilka explica que o prêmio Expocom veio coroar um trabalho que vai muito além da academia. "Extrapola a sala de aula, no melhor sentido da palavra Universidade". A professora reforça que ganhar o prêmio nacional é um reconhecimento do trabalho feito pelo curso de Jornalismo da Unochapecó. "Estamos no caminho da qualificação profissional, nossos estudantes demonstraram isso e o resultado contribui para projetar o curso positivamente no cenário nacional", finaliza.

Após ser premiado como melhor roteiro de não-ficção tanto no Expocom Sul 2017, quanto no Expocom Nacional 2017, o próximo passo, conforme a estudante Angélica, é disseminar a iniciativa em parceria com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação (SINTE-Regional de Chapecó). "Vamos distribuir 120 cópias do documentário em escolas, e, em espaços públicos de todo Estado, para continuar criando espaços de debate", esclarece Angélica.


Outras Notícias
Semasa Itajaí
Alesc - Maio
Câmara Floripa
Unochapecó
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro