Close Menu

Busque por Palavra Chave

Próximos 100 anos

Memórias para o futuro debate mobilidade urbana e sustentabilidade na Unochapecó

Por: LÊ NOTÍCIAS
27/09/2017 18:36
Projeto tem o objetivo de pensar no futuro da cidade para os próximos 100 anos (Foto: Unochapecó) Projeto tem o objetivo de pensar no futuro da cidade para os próximos 100 anos (Foto: Unochapecó)

Os diálogos sobre os próximos 100 anos de Chapecó continuam na Unochapecó. Nesta segunda-feira (25), mais um encontro do projeto Memórias para o futuro foi desenvolvido pela Universidade, desta vez com a temática infraestrutura urbana, com foco na mobilidade e sustentabilidade. As atividades, que acontecem desde março, têm o objetivo de pensar no futuro da cidade, com base na sua identidade histórica e no resgate das características que marcaram a história de Chapecó.

Nesta edição, a palestra foi ministrada pelos arquitetos Washington Fajardo e Ricardo Corrêa. Washington foi responsável pela revitalização do Rio de Janeiro para as Olimpíadas e Copa e Ricardo pela criação de planos de ciclovias para mais de 70 cidades do país, incluindo São Paulo. Dois grandes profissionais que apresentaram suas realidades e experiências para os estudantes e professores da Unochapecó.

Em sua palestra, Washington falou sobre como resolver os problemas de uma cidade sem abandonar a sua história, que é justamente o objetivo principal do projeto Memórias para o futuro "Temos que deixar de acreditar que para solucionar problemas de uma cidade é preciso construir uma nova, expandir para outro lugar ou fazer um loteamento, por exemplo. Temos que procurar reabilitar o que já se tem, utilizar as tradições, que não são inimigas da inovação", explica. Para ele, a história de uma cidade é aquilo que faz uma comunidade ficar unida e, sem ela, há um enfraquecimento do seu potencial de desenvolvimento.

Sobre a sua experiência no Rio de Janeiro, o arquiteto comenta que a grande transformação da cidade para as Olímpiadas e a Copa foi resgatar o centro histórico do Rio. "Preservar e mudar não são antônimos, é possível aliar preservação com desenvolvimento e inovação", finaliza.

Ricardo Corrêa lembra também que para pensar no futuro de uma cidade é fundamental levar em consideração o seu processo de humanização. "O foco é a questão social, pensar no espaço público mais humano e sociável". O arquiteto acrescenta ainda sobre o processo de mudança das cidades, que, segundo ele, devem ser pensadas através de uma nova mobilidade. "Para as gerações futuras, não tem como pensar em um mundo que não seja sustentável. O carro não vai deixar de existir, mas é preciso pensar numa transição", lembra.

A quarta e última etapa do projeto Memórias para o futuro acontece no dia 14 de novembro, no Salão de Atos da Unochapecó. O nome do palestrante ainda não está confirmado.


Outras Notícias
Palhoça Você em Dia - Mobile
Covidômetro - Florianópolis - Julho
Alesc - Julho
Radial Julho
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro