Close Menu

Busque por Palavra Chave

Tumor de pulmão é a maior causa mortes por câncer no mundo

Robina Weermeijer/Unsplash O câncer de pulmão, fortemente ligado ao tabagismo, evidencia a importância da tomografia precoce para aumentar as chances de cura O câncer de pulmão, fortemente ligado ao tabagismo, evidencia a importância da tomografia precoce para aumentar as chances de cura

Considerado o maior causador de mortes por câncer, as neoplasias malignas de pulmão possuem uma alta taxa de mortalidade para ambos os sexos. Em homens é a segunda maior incidência, perdendo apenas para o câncer de próstata, e a principal causa de mortes desta natureza. Nas mulheres é o terceiro mais comum, mas é a segunda causa de morte por câncer, superando inclusive o câncer de cólon.

Tabagismo e câncer de pulmão são a causa e consequência mais bem estabelecidas até hoje! Cerca de 85% a 90% dos pacientes com câncer de pulmão são fumantes, explica o cirurgião torácico Dr. Rovani Camargo. “Embora existam fatores genéticos entre parentes de primeiro grau e fatores ambientais, a principal causa é o cigarro”.

SINTOMAS

Esses tumores crescem de forma silenciosa e nos estágios iniciais os sintomas costumam ser inespecíficos, como mudanças no padrão da tosse, emagrecimento e fraqueza, por exemplo. São sintomas facilmente atribuídos a outras causas, retardando as suspeitas e o diagnóstico.

Por isso, aproximadamente 80% dos casos acabam sendo diagnosticados em fases mais avançadas da doença, reduzindo as opções de tratamento e a expectativa de vida. Contudo, esses 20% dos casos diagnosticados precocemente apresentam chances mais expressivas de cura.

Dr. Rovani explica que a recente evolução dos tratamentos com quimioterapia, radioterapia e a própria cirurgia, possibilitam um tempo maior com qualidade de vida para esses pacientes diagnosticados tardiamente. “O principal fator de chance de cura para o câncer de pulmão é o diagnóstico precoce”.

Por conta disso, as entidades vêm enfatizando o rastreamento desta importante e frequente neoplasia. O exame com melhor desempenho neste aspecto é a tomografia computadorizada tórax de baixa dose. “Após a realização do exame, caso seja identificado um nódulo pulmonar, é necessário a avaliação de um especialista, pneumologista ou cirurgião torácico, para dar segmento na investigação”, comenta o médico.

QUEM DEVE FAZER O EXAME?

Pessoas entre 50 e 80 anos de idade, tabagistas ativos ou que pararam de fumar nos últimos 15 anos, têm indicação de fazer o exame preventivo.


Outras Notícias
Semasa Itajaí
Criciúma 2024
Alesc - Novembro
Câmara Floripa
Unochapecó
Prefeitura Floripa Abril
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro