Close Menu

Busque por Palavra Chave

Uma interessante leitura para as eleições de 2020 em Xaxim

Por: Marcos Schettini
23/10/2017 14:09

A humildade colocada na pessoa de Ideraldo Sorgato, mesmo com as dificuldades que o PMDB viveu no governo de Idacir Orso, foi suficiente para assustar o PSD. De fato, o carregador de gás, vereador das pessoas, o sensato rapaz pai de família, que sonha em sentar na cadeira de prefeito, não está descartado. As três chapas que marcou a disputa passada, deixou duas leituras claras para serem levadas a sério em qualquer eleição. Que os ulyssistas tiram leite de pedra e que o PP caiu no conto da sereia. A história de 32 anos de poder do partido, mostra sua força e organização. Os chamados PDSs, nomenclatura dada aos progressistas, tinham a oportunidade de seguir rio abaixo. Imaginaram-se salmões e, quando viram, eram lambaris. Agora tem a oportunidade de, olhando melhor, poder crescer e seguir o curso natural do rio.


Oposicionismo

Adriano Bortolanza está à frente da Prefeitura de Xaxim e já conseguiu deixar sua marca de rapidez nas decisões e atenção. Quem não gosta do seu jeito e forma de ação, começa a torcer o rim e ter cólica. Está se preparando.

Preparação

Lírio Dagort é o titular e vai, aos poucos, passar o controle para o vice que, vitaminado e cheio de vigor, olha para as próximas eleições municipais com as mesmas observações que sentiu para ser o vice. O rapaz corre muito.

Aproximação

O melhor caminho para o PP é, aos poucos, se aproximar do prefeito e, humildemente, olhar para o futuro. O erro tomado na eleição passada foi caro demais para, novamente, cair no conto da carochinha. Para avisar já.

Ele

Agenor Maier não tem, ainda, a liderança arranhada. Pode observar e, dentro da prudência, fazer o traçado que é natural. Se errar, coloca sua história em xeque à medida que, sabendo o que é melhor, toma o pior caminho.

Sereia

Lírio Dagort, novamente, chegou à prefeitura e, quem queria derrotar sua liderança, se deu mal mais uma vez. Pensaram ser espertos o bastante para tirar o 2º mandato porque caíram no canto da sereia que mata marujos, não marinheiros.

Jamais

Agora, depois do mandato, Lírio volta para casa. Caso deseje, pode assumir um espaço no Estado se, de fato, confirmar o projeto de Merisio. E quem tem o pesadelo de vê-lo prefeito, nunca mais poderá derrota-lo. As chances se foram.

Derrotados

Quem sonhava em derrotar Lírio nas urnas, foi derrotado. E, pior, novamente. Agora vai levar para o túmulo esta dor de ver ele sentado na cadeira de prefeito mais uma vez. Por que isso? Tolo, insensato e patético. Inteligência vencendo a burrice.

Casamento

Adriano Bortolanza jogou inteligentemente e de modo sensível. Até sem muito esforço. Trabalhou na visão patética de seus então aliados que, afoitos pelo capim-gordura, pensaram estarem com o domínio da situação. Quebraram a cara.


Covidômetro - Florianópolis
IPTU São José - 2021
Governo do Estado - Juntos somos mais fortes
Prefeitura de Palhoça - IPTU
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro