Close Menu

Busque por Palavra Chave

Em fórum de biogás e biometano, Fiesc aborda descarbonização

Geraldo Bubniak Unidade de geração de energia por meio da produção de biogás Unidade de geração de energia por meio da produção de biogás

Chapecó recebe de 16 a 18 de abril a sexta edição do Fórum Sul Brasileiro de Biogás e Biometano e a Federação das Indústrias participa abordando o tema descarbonização. O evento ocorre no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes, a partir das 9h.

O primeiro painel da programação vai abordar descarbonização das cadeias de proteína animal e contará com a participação da especialista Pauline Heck Bellaver, representante da Câmara da Agroindústria da Fiesc. A entidade lidera o Hub de Descarbonização Fiesc e o primeiro programa temático vem sendo conduzido na cadeia da proteína animal. O desafio é ter 100% dos dejetos suínos sendo aproveitados para a geração de biogás em Santa Catarina em dez anos.

Às 16h15 da quarta-feira (17), o especialista do Instituto Senai de Tecnologia Ambiental, Charles Leber, apresenta detalhes da atuação do hub da FIESC, uma iniciativa que visa mobilizar, além do setor produtivo, setor público, universidades e centros de pesquisa em busca de uma economia de baixo carbono.

O QUE É BIOGÁS

O biogás é obtido a partir da decomposição da matéria orgânica, por microrganismos (biodigestão), sendo um composto gasoso formado principalmente por metano e dióxido de carbono, que pode ser usado como fonte de energia térmica (aquecimento) ou para geração de energia elétrica para consumo próprio ou para geração distribuída em rede.

Em paralelo, o biogás pode ser purificado, obtendo-se biometano, e usado diretamente como combustível veicular, em substituição ao gás natural ou óleo diesel. Após o processo de biodigestão, a matéria orgânica é convertida em digestato, que também possui valor biofertilizantes.

Relatório técnico realizado pelo CIBiogás indica que há 936 plantas de biogás no Brasil. Destas, 885 unidades estão em operação e produziram (em 2022) 2,8 bilhões de m³ de biogás. De acordo com o levantamento, existe ainda um grande potencial para a produção do insumo - 84,6 bilhões de m³/ano - e o país explora atualmente apenas 3,3% desse total.


Outras Notícias
Sebrae
Semasa Itajaí
Criciúma 2024
Alesc - Maio
Câmara Floripa
Unochapecó
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro