Close Menu

Busque por Palavra Chave

Transparência Criciúma

Futuro da unidade do PSD para 2018 está nas mãos de Júlio Garcia

Por: Marcos Schettini
13/11/2017 09:34 - Atualizado em 13/11/2017 09:34

Morta

Semana com feriado dividido, tira os deputados federais, estaduais e senadores de Brasília e SC. Aproveitam para fazer contatos com as bases e construir um entendimento para o ajo que vem. Em Chapecó, Esperidião Amin faz o roteiro.

Peso

Esperidião é um quadro experimentado, forte e com argumentos suficientes para ter, sempre, seu nome na cabeça do eleitor. Inteligente e articulado, observa o barco sendo conduzido. Se Amin não é majoritária, complica o quadro.

Condutor

Eduardo Pinho Moreira, bem articulado com Elizeu Padilha, é sim quadro para dar destino ao Fundam, o oxigênio dos prefeitos. Se assumir o comando de SC no ano que vem, tem a batuta e proteção de cima para desenhar 2018.

Então

Com o voto dado por Mauro Mariani para apertar o pescoço de Michel Temer na 2ª denúncia de que escapara, Eduardo Pinho Moreira tem sim orientação de forte argumento para ser, ele mesmo o nome da reeleição.

Relação

Ronaldo Benedet e Eduardo Pinho sempre tiveram em Elizeu Padilha, Ministro da Casa Civil, relação de amizade antiga. Neste chão, Mauro Mariani, depois do voto para matar Temer, perdeu completamente o piso. O vice retoma forte.

Encontrão

O recado dado por Gelson Merisio aos mais de 2mil atletas do PSD que disputavam a 6ª Olimpíada do partido em SMO no último final e semana, é de completa certeza da força para o ano que vem. No discurso, deixou a base fervendo.

Divisor

É na pessoa de Júlio Garcia que está o futuro da unidade do PSD para o ano que vem. Se for convidado para assumir a Casa Civil e Nelson Serpa for para a Fazenda, o acerto com o PMDB pode estar vinculado ao projeto. E a Tríplice refeita.

Qual?

O rumo que Júlio Garcia seguir, construindo ao redor de Gelson Merisio um entendimento forte para ganhar o governo do PMDB, é tudo o que todos querem saber. A dúvida, presente na cabeça das lideranças, é completa.

Fuga

No PMDB de SC cresce a tese de que, o voto contrário de Mauro Marini pela investigação de Temer teve, como pano de fundo, seu desejo de sair da busca pelo governo. Usou neste gesto, o argumento para ser impedimento via diretório nacional.

Números

Pelo tamanho dos ulyssistas em SC, com expressivos espaços de prefeitos, vices e vereadores, sua posição nas pesquisas deveria estar, neste momento, muito melhor. Bem votado duas vezes a federal, estaria sentindo o peso do jogo sucessório.


Construção e destruição

A manutenção de Marcos Vieira comandando o voo do PSDB em SC, difere, e muito, do quadro apresentado no cenário nacional. Se lá o abate vai acontecendo aos poucos, com golpes e mais investidas do insepulto Aécio Neves, o deputado catarinense ganha o reconhecimento da base pela competente resposta de crescimento que a sigla conquistou sob suas asas. Diferente do neto de Tancredo que continua jogando ralo adentro toda a história do ninho ao longo de sua existência. A lama mineira de Mariana vai, nos gestos de empurrões e golpes, contaminando o que resta de esperança para salvar o partido e construir a tão sonhada chegada do governador Alckmin ao Palácio do Planalto.


Transparência Criciúma 2
Anúncio Radial 2
Palhoça Parques
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro